“Quando estou em forma, nada me perturba”, diz campeã de patinação

A imagem que Iúlia Lipnítskaia criou no programa de patinação livre nos Jogos de Sochi cativou o mundo Foto: ITAR-TASS

A imagem que Iúlia Lipnítskaia criou no programa de patinação livre nos Jogos de Sochi cativou o mundo Foto: ITAR-TASS

Em entrevista, a campeã olímpica de patinação artística Iúlia Lipnítskaia fala sobre o próximo Campeonato Mundial de Patinação Artística, sobre Adelina Sótnikova, jornalistas inoportunos e seu sonho de uma viagem ao Japão.

Ekaterina Brui: Este ano você fará duas apresentações líricas. Na próxima temporada, não gostaria de fazer algo diferente, mais alegre?

Iúlia Lipnítskaia: Não, longe disso. Claro que posso dançar programas mais alegres, caso necessário, mas estou mais familiarizada com o programa que escolhemos para este ano, um tema do filme “A Lista de Schindler”. Experimentamos ainda um outro, “Dança do Sabre”, que também nada tem de alegre. Programas assim condizem mais com meu caráter e permitem-me expressar melhor meus sentimentos.

A imagem que Iúlia Lipnítskaia criou no programa de patinação livre nos Jogos de Sochi cativou o mundo. O cienasta Steven Spielberg escreveu a Iúlia uma carta de agradecimento pela atuação, que foi acompanhada pela música-tema do filme “A Lista de Schindler”, dirigido por ele.

O que fez nos dias que se seguiram após os Jogos Olímpicos de Inverno? 

Passei uma semana sem treinar, mas não chamaria de descanso, pois fiquei ocupada com recepções, encontros e outros eventos diários. Ficamos muito cansados depois dos Jogos Olímpicos, não sei como aguentaríamos se, ainda por cima, tivéssemos tido treinos.

Que acha do fato de Adelina Sótnikova não ter ido ao Campeonato Mundial de Patinação Artística? A campeã olímpica não deveria ter defendido seu título?

A decisão pertenceu a seus treinadores. Atualmente, ela está participando de um espetáculo. Quanto a nós, decidimos desde logo que iríamos.

Após sua perfomance olímpica, todo o mundo espera de você apenas resultados excelentes. Isso é um fator de pressão?

Claro que é. Contudo, não deixarei de ter certas tarefas pessoais no próximo campeonato mundial. Por enquanto, me esforçarei em não cometer erros.

Como enfrenta o nervosismo que antecede uma prova? Qual é seu segredo?

O nervosismo é inevitável, o que é necessário é estar em forma e fazer o que é devido. Quem está preparado e sabe que é capaz, em quaisquer circunstâncias, de fazer o que praticou em treinos, não se perturba. Quando a preparação é deficiente, é inevitável lutar contra emoções excessivas, se concentrar, falar com os treinadores.  

Como todos os atletas, você deve se impor rigorosos limites. Que coisa “proibida” mais gosta de fazer?

A questão é muito complexa, temos que recusar praticamente tudo. Antes do início dos Jogos Olímpicos, só treinávamos, mais nada. Agora, temos pela frente o campeonato mundial. O meu único desejo, neste momento, é sair de férias, quebrar a monotonia dos treinos.

Iúlia Lipnítskaia e modelo russa Lena Lénina Foto: ITAR-TASS

Já planejou as férias para depois do campeonato?

Por enquanto, nem sei quando poderemos descansar, ainda nem pensei nisso. Temos vários planos para depois do campeonato. Os treinos não serão tão intensos, mas há muito para fazer. O mais provável, é sairmos de férias em junho. Há muitos lugares que gostaria de visitar e, com o campeonato mundial, estou prestes a realizar o sonho de ir ao Japão. É o tempo das cerejeiras em flor, deve ser muito bonito.

Tem algum ídolo na patinação artística?

Atualmente, o meu ideal é Carolina Kostner. Seu estado interior transparece como magia. Gostaria de sentir tanto prazer nas minhas atuações como ela sente.

Há pouco, surgiu na Internet um vídeo de uma festa de celebridades na qual você esteve. Como se sentiu naquele meio?

Algo me diz que tal experiência foi a primeira e a última. Tinham me dito que as celebridades premiariam os atletas. Ninguém nos explicou como seria, foi tudo muito inesperado. Eram pessoas que nada tinham a ver com esporte. Houve momentos em que não me senti à vontade.

A atenção dos jornalistas e fãs cansou você?

Sim, cansou um pouco. Mas tenho que me habituar.

O Campeonato Mundial de Patinação Artística acontece de 24 a 30 de março, na cidade de Saitama, no Japão. Adelina Sótnikova, campeã olímpica de Sochi, não participará. Segundo Aleksandr Gorchkóv, presidente da Federação de Patinação Artística da Rússia, “foi decidido proporcionar a Adelina um tempo de recuperação para, depois, começar a se preparar a próxima temporada, já que ela cumpriu uma missão de elevada complexidade”. Além de Iúlia Lipnítskaia, participa do campeonato Anna Pogorílaia, que nesta temporada chegou à final do Grande Prêmio de Patinação.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.