Equipe anfitriã garante vitória recorde nos Paralímpicos de Sôtchi

O maior número de medalhas (30 conjuntos) foi disputado no esqui alpino Foto: ITAR-TASS

O maior número de medalhas (30 conjuntos) foi disputado no esqui alpino Foto: ITAR-TASS

Equipe russa faturou 80 medalhas, incluindo 30 de ouro, e bateu o recorde dos austríacos (70) em número de conquistas em um mesmo evento. Instalações olímpicas para atletas com deficiência foram outro ponto alto do evento.

“Este é um resultado fantástico para a nossa equipe. Estávamos com muitas esperanças de ficar com o primeiro lugar por equipes, mas não esperávamos um número destes de medalhas”, disse o primeiro vice- presidente do Comitê Paralímpico da Rússia, Pável Rojkov. “Em várias competições do mundo nós somos, de fato, líderes em muitas modalidades, mas, com as Paralimpíadas, subimos a outro patamar.”

O segundo lugar por países foi para a equipe da Alemanha, que havia vencido os Jogos Paralímpicos de Inverno anteriores, em Vancouver. Desta vez, os alemães conquistaram 15 medalhas (9 de ouro, 5 de prata e uma de bronze), seguidos pelos canadenses, com 16 medalhas (7-2-7).

Recordes além das pistas

Os Jogos Paralímpicos de Sôtchi contaram com a participação de 547 atletas de 45 países – um recorde absoluto para o evento. Durante os nove dias de competição, foram disputados 72 conjuntos de medalhas em cinco modalidades esportivas paralímpicas. Além disso, foram vendidos mais de 325 mil ingressos e a cerimônia de encerramento foi acompanhada por mais de 2 bilhões de pessoas.

Outra equipe que também teve bom desempenho nos Jogos Paralímpicos de Sôtchi foi a seleção ucraniana, que ganhou 25 medalhas (5-9-11). “Antes do início dos jogos a equipe ucraniana até considerou a hipótese de abandonar as competições”, contou Rojkov. “Dava para sentir a tensão interna, mas ela não afetou o contato entre a gente.”

Os organizadores do evento têm esperança de que o bom desempenho da equipe russa e que a extensa cobertura dos Jogos na mídia permita atrair ainda mais crianças com capacidades físicas limitadas para o exporte. “Lançamos o programa de ajuda às pessoas com deficiência após os Paralímpicos de Turim, e estou certo de que esse movimento vai crescer na Rússia”, concluiu Rojkov.

Heróis paralímpicos

O maior número de medalhas (30 conjuntos) foi disputado no esqui alpino. As equipes nacionais da Alemanha e Rússia ganharam, cada uma, seis medalhas de ouro. A esquiadora Anna Shaffelhuber, 21 anos, ganhou destaque nos Jogos de Sôtchi ao conquistar cinco prêmios máximos. “Não tivemos quaisquer problemas em nos deslocarmos entre os diferentes locais nem dentro da Vila Olímpica. Gostaria também de agradecer”, disse Shaffelhuber após as provas.

Estrutura campeã

Todos os locais dos Jogos Paralímpicos de Inverno foram equipados com lugares de estacionamento para pessoas com deficiência, entradas e saídas de fácil acesso nos edifícios, assim como lugares nas arquibancadas. Todas as residências onde ficaram hospedados atletas tinham rampas, elevadores com som, corredores largos, banheiros e chuveiros especiais. Além disso, as estações ferroviárias e aeroportos internacionais de trânsito de Sôtchi, Moscou, São Petersburgo e Krasnodar foram totalmente adaptadas a pessoas com deficiência.

O único hexacampeão paralímpico Roman Pietuchkov também esteve na mira dos holofotes, com uma medalha de ouro a mais que Shaffelhuber. No total, ele conquistou três medalhas de ouro no biatlo e outras três no esqui. “Sôtchi se tornou uma cidade onde as pessoas com deficiência física podem se sentir pessoas plenamente aptas. Só isso vale mais do que todas as vitórias”, declarou o atleta russo.

No último dia dos Jogos, os espectadores também puderam assistir à concorrida final de hóquei sobre trenó, em que os anfitriões perderam para a equipe dos EUA por 1x0. Mesmo assim, a equipe russa de hóquei sobre trenó foi o exemplo de como, em apenas alguns anos, pode-se criar um grupo de vencedores. Isso porque, há três anos, essa equipe sequer existia, e no seu primeiro torneio oficial perdeu com a esmagadora derrota de 60x0. 

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.