Sexto dia de Paralimpíadas marcado por vitórias no curling e hóquei

Váleri Redkozubov conquistou o outro nos Jogos Paraolímpicos de Sôtchi no slalom para atletas com deficiência visual Foto: RIA Nóvosti

Váleri Redkozubov conquistou o outro nos Jogos Paraolímpicos de Sôtchi no slalom para atletas com deficiência visual Foto: RIA Nóvosti

Além de passarem confiantes para as etapas seguintes dos torneios de hóquei e curling, anfitriões também apresentaram os melhores resultados nas provas de esqui alpino.

O esquiador russo Váleri Redkozubov conquistou o outro nos Jogos Paraolímpicos de Sôtchi no slalom para atletas com deficiência visual. Na soma das duas descidas, Redkozubov obteve 1 minuto e 43,21 segundos, desbancando o espanhol Yon Santacana Maiztegui e o canadense Chris Williamson, que ficaram com a segunda e terceira posições, respectivamente.

Outro atleta russo, Aleksandr Fedortchuk, também cruzou a linha na décima posição e dedicou sua vitória à mãe. “Infelizmente, a minha mãe não pode compartilhar comigo a alegria da vitória. Ela me educou como um verdadeiro homem, um lutador. Agradeço a ela por ter me oferecido a vida”, disse o atleta ao fim da prova.

O sucesso da equipe russa em esqui alpino foi reforçado pelo jovem Aleksêi Bugaev, 16 anos, que teve a melhor marca no slalom entre os atletas paralímpicos com deficiência física. A prata na modalidade foi para o francês Vincent Gauthier-Manuel, mas o bronze ficou com outro atleta da casa, Aleksandr Aliabiev.

Enquanto isso, a seleção russa de hóquei sobre trenó se classificou para a final dos Jogos Paraolímpicos de Sôtchi ao bater a equipe da Noruega por 4x0. O disco agitou as redes do adversário com tacadas de Dmítri Lissov, Aleksêi Amossov, Nikolai Terentiev e Evguêni Petrov.

O grande apoio dos torcedores foi motivo de surpresa para os jogadores, como é o caso de Vadim Seliukin. “Foi incrível e a arena lotou. Nas nossas Paralimpíadas, com o nosso público, tínhamos mesmo que exibir qualquer coisa de bom”, disse. A final do hóquei sobre trenó acontecerá neste sábado (15).

Por fim, a equipe feminina da Rússia bateu as eslovacas no curling por 7x4, ocupando a primeira posição. Nas semifinais, as atletas russas vão enfrentar a equipe da Grã-Bretanha. “Já jogamos com as britânicas algumas vezes nesta temporada. Não houve nenhum segredo por descobrir”, adiantou o treinador russo Anton Batúguin.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.