Equipe de hóquei garante vaga nas quartas de final

O atleta russo Nikolai Oliúnin conquistou a primeira medalha olímpica em snowboard masculino para a Rússia Foto: Reuters

O atleta russo Nikolai Oliúnin conquistou a primeira medalha olímpica em snowboard masculino para a Rússia Foto: Reuters

No 12º dia dos Jogos Olímpicos de Sôtchi a coleção de medalhas da Rússia engordou um pouco mais com a prata do snowboard cross. A medalha de Nikolai Oliúnin foi a primeira na história do snowboard russo masculino. Paralelamente, a seleção masculina de hóquei da Rússia conseguiu superar a má fase na etapa de grupos e se classificou para as quartas de final.

Nesta terça-feira (18), os jogadores de hóquei russos garantiram a participação nas quartas de final do torneio de hóquei dos Jogos Olímpicos, após vencer a Noruega por 4 a 0 no Palácio de Gelo “Bolshoi”. Pela pontuação total da fase de grupos, a equipe russa não havia conseguido se classificar automaticamente para a próxima fase.

O destaque da partida contra os noruegueses foi o atacante do CSKA Moscou, Aleksandr Radulov, que marcou duas vezes, além dos jogadores Iliá Kovaltchuk e Aleksêi Terechenko, cada qual responsável por um ponto da vitória.

“Temos menos de 24 horas para nos prepararmos para o próximo jogo”, disse Kovaltchuk após a partida. “A Finlândia tem uma equipe muito boa e cabe a nós encontrar os seus pontos fracos se queremos continuar na competição.”

Nas quartas de final, a Rússia irá jogar contra a equipe da Finlândia, e o vencedor da rodada enfrentará nas semifinais a seleção da Eslovênia ou da Suécia.

A equipe feminina de hóquei não teve a mesma sorte e deixou o torneio olímpico, depois da derrota pelo time da Finlândia por 4 a 0.

Snowboard Cross

O atleta russo Nikolai Oliúnin conquistou a primeira medalha olímpica em snowboard masculino para a Rússia. O jovem siberiano de 22 anos levou a prata na última corrida do snowboard cross, embora Nikolai Oliúnin tivesse assumido a liderança por três vezes nas etapas anteriores.

“Talvez eu pareça presunçoso, mas, depois das duas primeiras, provas tive um palpite de que as coisas iam correr bem. Eu acreditei em mim mesmo”, declarou Oliunin depois de cruzar a linha de chegada.

O prêmio máximo no snowboard cross foi para o atleta francês Pierre Vaultier, e o pódio ficou completo com o bronze do norte-americano Alex Deybold.

Patinação de velocidade em pista curta

O revezamento de patinação em pista curta (3.000 m) não rendeu, contudo, bons resultados para a equipe russa. O quarteto formado por Olga Beliakova, Tatiana Borodulina, Sofia Prosvirnova e Valeria Reznik terminou em quarto lugar, com o tempo de 4.14,862. As atletas ficaram a menos de um segundo de garantir um lugar no pódio.

“O quarto lugar nos Jogos Olímpicos é um grande passo. Por enquanto, esse é, de fato, o nosso nível. Vamos tentar mudá-lo dentro de um mês, no campeonato mundial”, comentou Borodulina.

O ouro em pista curta foi para as representantes da Coreia do Sul, seguidas pelas canadenses e italianas.

Slalom gigante

A mundialmente conhecida violinista tailandesa Vanessa-Mae participou das provas de slalom gigante nesta terça-feira (18). No entanto, a também atleta de 35 anos terminou na 67ª posição, após ficar em último lugar na primeira tentativa.

“Pela pontuação da primeira descida, eu compreendi que ficaria no último lugar, mas, sabem, estamos nas Olimpíadas e aqui tenho uma grande oportunidade para me testar a mim mesma”, disse Vanessa-Mae.

No final, a vitória no slalom gigante foi comemorada pela esquiadora eslovena Tina Maze. A prata ficou com a austríaca Anna Fenninger, seguida pela alemã Victoria Rebensburg.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.