Jogos Mundiais definem as tendências do esporte atual

Baile esportivo Foto: worldgames2013.com

Baile esportivo Foto: worldgames2013.com

No último dia 25, foram abertos em Cali os Jogos Mundiais, competições em modalidades esportivas que não entram no programa olímpico. As competições de softbol, wushu ou patins sobre rodas, ainda são consideradas exóticas, no entanto, muitas dessas modalidades esportivas poderão, em breve, se tornar esportes Olímpicos. Na Colômbia, a seleção da Rússia pretende repetir o sucesso dos jogos que se realizaram há quatro anos, em Taiwan.

Após a Universíada em Kazan que foi triumfal para os atletas russos (primeiro lugar por equipe, 155 medalhas de ouro, 75 de prata e 62 de bronze), a Rússia poderá alcançar resultados semelhantes em Cali na Colômbia, onde está sendo realizada agora a nona edição dos Jogos Mundiais (de 25 de julho a 4 de agosto). O programa das dessas competições inclui várias modalidades esportivas que não integram as competições Olímpicas.

De acordo com a opinião do membro honorário do Bureau da Federação International de Natação, Gennadi Aliochin, que supervisiona os assuntos ligados aos Jogos Mundiais, as competições em questão são muito importantes para esporte mundial. "Nem todos os jovens vão praticar futebol, natação ou atletismo”, disse Aliochin à Gazeta Russa. "Muitos dedicam as suas vidas às outras modalidades esportivas, pouco conhecidas do público, tais como o squash e orientação esportiva. Os atletas que praticam de tais esportes raros, também têm a necessidade de competir, e essa competição deve ser em nível internacional. A cada ano, novas modalidades são adicionados aos Jogos Mundiais. Muitos esportes são testados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) nos Jogos Mundiais e, em seguida, são incorporados no programa das Olimpíadas. O exemplo mais recente é o Rugby-7, que será representado já nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro", acrescentou.

Além do Rúgbi-7, passaram dos Jogos Mundiais  para os Jogos Olímpicos o badminton (1992), o beisebol (de 1992 a 2008, mas poderá retornar ao programa Olímpico a partir de 2020), o voleibol de praia (1996), o salto sobre o trampolim (2000), o Halterofilismo (feminino, 2000) e o taekwondo (2000).

A primeira representante da Rússia, a conquistar uma medalha de ouro no Campeonato Mundial -2013 de taekwondo, Olga Ivanova, acredita que cada uma das modalidades esportivas apresentadas nos Jogos Mundiais pode conseguir passar para uma categoria mais avançada. "Por muito tempo, a minha modalidade esportiva tentou abrir caminho para os Jogos Olímpicos através dos Jogos Mundiais e finalmente consegui", revelou Ivanova à Gazeta Russa. "Hoje é difícil imaginar as Olimpíadas sem taekwondo, daqui  a 10 ou 15 anos o mesmo poderá ser dito sobre, por exemplo, as danças esportivas. Os Jogos Mundiais consistem em um torneio espetacular, da prazer assistí-lo. Neles estão surgindo algumas tendências pelas quais o esporte irá se pautar no futuro."

Os Jogos Mundiais são realizados desde 1981, a cada quatro anos. As competições transcorrem sob os auspícios do COI. Originalmente, o programa incluía apenas 18 modalidades esportivas, mas ao longo do tempo, ele foi ampliado significativamente. Nas competições atuais, as medalhas serão concedidas em 31 modalidades (danças esportivas, karatê, sumo, handebol de praia, bilhar, bowling, Powerlifting, acrobacia esportiva, cabo de guerra, etc.) e em outras cinco (Duathlon, softbol, Wushu, esporte sobre patins e maratona de canoagem) serão organizadas perfomances demonstrativas.

Durante apenas 10 dias serão realizadas as finais em 195 ítens do programa. A Rússia será representada nas competições por 149 atletas. Guennádi Aliochin acredita que, em Cali, os atletas russos podem repetir o sucesso de quatro anos atrás. "A Rússia está enviando uma equipe muito forte, com  pretensões de vitória na classificação geral", disse Aliochin. "Posso destacar nossas esportistas da ginástica artística - Elizaveta Nazarenko e Anna Trubnikov, os nadadores subaquáticos Pavel Kabanov e Dmtri Kokorev, todos os bailarinos russos e os sumoístas. Espero um resultado positivo. Temos condições não apenas de repetir o feito realizado há quatro anos, mas de aumentar o número de medalhas."

Após três dias de competição, os russos conquistaram sete medalhas de ouro, nove de prata e seis de bronze. Em resultados por equipes, a equipe russa ocupa a quarta posição. Lidera a seleção  italiana (10-11-11), em 2º lugar está a França (10-4-7). Em terceiro lugar estão os alemães (9-4-4), em quinto, os japonêses (5-0-3). Pelo número total de medalhas conquistadas os russos estão na segunda posição (22), depois dos italianos (32), seguidos pelos francêses (21).

Há quatro anos, em Taiwan a seleção Russa encerrou os jogos com triunfo. Os atletas russos superaram todos os outros tanto em o número total de prêmios (47), quanto pela quantidade de medalhas de ouro (18). 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.