Liga Mundial de Vôlei entra na reta final

Rússia venceu a equipe da Sérvia por 3X2 no último dia 15

Rússia venceu a equipe da Sérvia por 3X2 no último dia 15

Começou nesta quarta-feira (17), na cidade argentina de Mar del Plata, a final da Liga Mundial de Vôlei, que contará com a participação das seis melhores equipes. Entre elas estão as seleções do Brasil e da Rússia, que é a atual campeã olímpica.

A etapa preliminar do circuito de vôlei dessa temporada foi apresentada em um novo formato, sendo composta por três grupos com níveis de preparação diferentes: dois pertenciam à elite esportiva e o terceiro, às equipes de segunda divisão.

A seleção russa competiu com as melhores equipes e, apesar de ter todas as chances de não jogar no último final de semana da competição, conseguiu completar todas as cinco rodadas e passou a acompanhar as vitórias e derrotas dos colegas.

Esse foi o caso das disputas entre as equipes alemã e iraniana, que decidiram o destino do time russo. Dependendo dos resultados desses jogos, a Rússia poderia ou não manter o segundo lugar na tabela do grupo B, que dá direito à participação dos jogos finais em solo argentino.

Para ultrapassar os russos, a equipe alemã não poderia se dar ao luxo de perder nenhum ponto nos jogos contra os iranianos, porém, o time sofreu uma derrota ainda no primeiro dia de competição e presenteou a seleção russa com uma passagem ao grupo dos seis finalistas.

As dificuldades que os campeões dos Jogos Olímpicos em Londres sofreram para chegar até a etapa final da Liga Mundial não foi nenhuma surpresa. O público até poderia estranhar o seu desempenho exemplar, se não houvesse nenhuma derrota nos jogos contra as equipes de Alemanha, Cuba e Irã, além dos grandes adversários europeus, tais como a Itália e Sérvia.

Nos jogos da etapa preliminar, Andrêi Voronkov, técnico da seleção que substituiu Vladímir Alekno, não conseguiu formar uma equipe que poderia ser considerada adequada devido às lesões dos melhores jogadores e à Universíada, que contou com a participação de alguns titulares da seleção capazes de ajudar equipe de estudantes russos a conquistar ouro.

No entanto, o técnico conseguiu melhorar a composição da equipe que jogará em Mar del Plata, com a inclusão de Maksim Mikhailov, um dos principais jogadores das últimas Olimpíadas, e o atacante Nikolai Pavlov. Mikhailov já demonstrou sua capacidade inclusive contra o Brasil na final olímpica.

A distribuição das equipes que participarão da final do campeonato também favorece a seleção russa. Apesar de o primeiro jogo dos russos nesta sexta-feira (19) ser contra a equipe brasileira, que conseguiu manter a sua composição olímpica e parece bem preparada, eles conseguirão chegar até semifinal mesmo em caso de derrota.

 

Publicado originalmente pelo Kommersant

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.