Projeto de pista em Moscou é aposta da capital para sediar etapa da Fórmula 1

Moscow City Racing 2012. Foto: AP

Moscow City Racing 2012. Foto: AP

Histórico de anúncios de planos para a construção de uma pista de corrida de F1 para a capital russa remonta a 2000.

Moscou não abandonou os planos de hospedar uma das corridas do circuito de Fórmula 1. Já em 2016, poderá surgir nos arredores da capital um circuito que atenderá às exigências do campeonato.

A informação são da agência RIA Nóvosti, que citou as palavras do gerente suplente do Departamento de Desenvolvimento de Novas Áreas de Moscou, Vladímir Zhídkin.

O local encontrado para o novo circuito fica a sudoeste da capital, uma região chamada Nova Moscou (perto do aeroporto de Vnúkovo). Ali será construído um complexo em uma área de 80 hectares, composto de centros de exposição, centros comerciais e de negócios e também um pista de corrida. Zhídkin não revelou outros detalhes do projeto.

O histórico de anúncios de planos para a construção de uma pista de corrida de F1 para a capital remonta a 2000, quando foi anunciado um plano para a construção de um autódromo em Moscou, no vale de Nagatinsk, sendo em seguida sugeridas várias opções de locais para a colocação da pista na região norte da capital, perto do aeroporto de Sheremétievo. Mas os dois projetos não chegaram a ser desenvolvidos.

Sôtchi

Em 2014, Sôtchi hospedará uma das corridas do campeonato. O acordo foi assinado em 2010 com o  proprietário do grupo o chefe da F1, Bernie Ecclestone. Uma nova pista está sendo construída em torno do Parque Olímpico. A área total de construção da pista é de 36 hectares e a área de edifícios é de 104,5 mil metros quadrados. A pista é composta de dois circuitos: um grande (com comprimento de 5.854 m) e um pequeno (2.312 m). A arquibancada principal acomodará 13,6 mil espectadores e as bancadas temporárias,  29,2 mil.

Três empresas são responsáveis pela obra: Centro, Omega e Fórmula Sôtchi, 100% pertencentes ao governo da região de Krasnodar, e também a FAR (Federação Automobilística da Rússia). O vice-governador da região de Krasnodar, Nikolai Buturlakin, informou que o valor total de todas as obras de construção chegará a 7,9 bilhões de rublos. O projeto é financiado pelo governo federal e regional. No momento, 50% da superfície da pista está pronta.

Outra pista candidata para sediar uma corrida de Formula 1 já está funcionando no interior de Moscou, perto de Volokolamsk. Chama-se Moscow Raceway. No ano passado, os gestores da pista anunciaram ter fechado um contrato de três anos para realizar o DTM (Deutsche Tourenwagen Masters, o campeonato alemão na categoria touring), o campeonato de corrida em circuito de carros com carrocerias modificadas mais famoso na Europa.

Nesta pista, foi realizada pela primeira vez na história uma corrida de série mundial da Renault (a WSR). Além disso, a Moscow Raceway assinou um contrato de cinco anos com uma das mais renomadas séries de corridas de motocicleta, a World Superbike.

A Moscow Raceway é a única pista na Rússia que recebeu a homologação pela Federação Internacional de Automobilismo na categoria 1T (permite realizar corridas de circuitos de campeonatos mundiais) e também a homologação pela Federação Internacional de Motociclismo na categoria B (permite realizar todos os campeonatos, exceto o MotoGP).

A proprietária da pista de corrida é a empresa Strategia, que tem como um dos beneficiários Rustem Teregulov, co-proprietário do banco Razvitie-Stolitsa. No total, foram investidos no projeto 5 bilhões de rublos.

 

Publicado originalmente pelo Védomosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.