Autoridades endurecem política de ingressos das Olimpíadas de Inverno 2014

Foto: RIA Nóvosti

Foto: RIA Nóvosti

Com início das vendas de bilhetes para os jogos em Sôtchi, surgem também medidas par conter fraudes. Novidade é o passaporte do torcedor, pelo qual autoridades pretendem garantir a segurança durante as competições.

De acordo com a Comissão Organizadora, os ingressos para as Olimpíadas de Inverno 2014, em Sôtchi, são um pouco mais baratos do que os valores praticados nos últimos Jogos Olímpicos de Londres.

Embora o preço médio de um ingresso para assistir às competições em Sôtchi gire em torno de US$ 213 dólares, o bilhete para algumas competições vai sair na faixa dos US$ 17 dólares. Hóquei e patinação artística, esportes tradicionalmente favoritos dos russos, são os que apresentam ingresso mais caro.

Ainda assim, o preço máximo do bilhete nas Olimpíadas de Sôtchi será de US$ 1.700 para assistir à abertura ou encerramento dos Jogos Olímpicos nos melhores lugares. Os assentos mais baratos para esses eventos custarão cerca de US$ 149 dólares, uma vez e meia mais em conta do que os ingressos vendidos nas Olimpíadas de Inverno de 2010, em Vancouver.

Os ingressos estão sendo inicialmente comercializados para os russos pelo site www.tickets.sochi2014.com. A expectativa é que 70% dos ingressos sejam vendidos para cidadãos da Rússia, e os outros 30%, às pessoas de outros países.

Os espectadores estrangeiros podem adquirir ingressos nos comitês olímpicos do seu próprio país ou de seus agentes oficiais autorizados, cuja lista completa está disponível no site www.sochi2014.com.

Passaporte anticorrupção

Uma das medidas de combate aos cambistas e ingressos falsos será a introdução do passaporte do torcedor, que deve ser solicitado pela internet após a compra do ingresso. Todos os espectadores terão que estar de posse desse documento na entrada dos eventos esportivos.

Os candidatos para o passaporte olímpico serão investigados pelos órgãos federais da Rússia a fim de garantir a segurança nos jogos. Se o torcedor tiver o seu passaporte negado, ele poderá devolver o ingresso.

Além disso, uma nova lei que entrou em vigor no mês de janeiro introduz multas por violação das regras para as vendas de ingressos e distribuição de ingressos em esquemas de promoção.

“O ingresso adquirido em um site ilegal poderá ser cancelado, e a Comissão Organizadora não será responsabilizada se os espectadores perderem uma competição por tal motivo”, advertiram os organizadores.

 

Publicado originalmente pelo Kommersant

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.