Ъ, o símbolo burguês pré-revolucionário russo que virou sinônimo de qualidade (e jornal econômico!)

Sputnik
Esta letra não é pronunciada e tem apenas uma função técnico, mas de uma estranha maneira sua presença em uma palavra evoca associações históricas nas mentes de muitos russos e até inspira confiança!

Kommersant e-paper

A cover of 'Magazine for ladies' (

Pre-revolutionary Kommersant newspaper, 1909

Ao estudar russo, o estrangeiro enfrenta todos os tipos de dificuldades. Uma delas é o alfabeto cirílico, que tem mais letras que o alfabeto latino e, além disso, parece muito diferente.

Além disso, existem duas letras que não são pronunciadas: o “Ъ” e o “Ь”, ou seja, o sinal duro e o sinal suave. As palavras nunca começam com elas (ou com a letra “Ы” também), e essas duas letras têm função puramente técnica: elas indicam como a palavra deve ser pronunciada. Começaremos pelo sinal duro.

Conforme declarado por "Ъ"…

Se um russo se deparar com a frase "conforme declarado por 'Ъ'", ele entenderá perfeitamente o que ela significa: "Ъ" é a marca e o logotipo do jornal russo Kommersant (em russo, КоммерсантЪ).

Se você buscar "Ъ" no Google em russo, o primeiro resultado não remeterá a um dicionário linguístico, mas sim ao Kommersant (que além de jornal de economia é também um grupo editorial proprietário de diversas revistas e uma estação de rádio).

 O jornal Kommersant em versão eletrônica.

Serguêi Khodnev, editor da seção de cultura do jornal, diz que não consegue pensar em nenhuma outra publicação no mundo que seja reconhecida por apenas uma letra. Abreviações, sim. Mas uma letra só e, além do mais, uma letra que não pode ser pronunciada, não mesmo!

A palavra russa "коммерсант" (comerciante), no entanto, não leva o sinal duro. Então, como ele foi parar na palavra?

Legado da Rússia tsarista

Antes da Revolução de 1917, a letra "Ъ" era chamada "ier" e era usada, entre outras coisas, depois das consoantes no final das palavras. Na maioria dos casos, a letra significava que o gênero daquela palavra, fosse substantivo, verbo ou sobrenome, era masculino: Санктъ-Петербургъ (“São Petersburgo”), "понялъ" (“ele entendeu”) ou Свифтъ (“Swift”).

Nos letreiros das lojas, o Ъ era frequentemente usado nos sobrenomes dos proprietários delas que também podiam ser seus nomes: Граммофоны А. Ъухардъ (Gramofones A. Bukhard) ou "салонъ" (salão). Ele também era usado na imprensa "журналъ" (revista) ou "альманахъ" (almanaque).

 Capa da “Revista das damas” ("Дамский журналъ")

Após a Revolução de 1917, a língua russo passou por uma reforma ortográfica e a letra "ier" foi cortada do final das palavras. Isso, junto com outras medidas de simplificação, facilitou o processo de erradicação do analfabetismo. Mas não apenas: também economizou quase quatro por cento de espaço em textos impressos.

"No final da década de 1980, os fundadores do jornal Kommersant acreditavam que era importante, psicologicamente, construir uma ponte entre a realidade da era da Perestroika pós-soviética e a do período pré-revolucionário", explica Serguêi Khodnev ao Russia Beyond. Havia um desejo de esquecer a experiência soviética e a economia planejada e, ao mesmo tempo, relembrar o empreendedorismo anterior a 1917.

 Jornal “Kommersant” pré-revolucionário, de 1909.

Aliás, antes da Revolução, havia de realmente um jornal chamado Коммерсантъ, também voltado à economia.

Ъ como sinal de prestígio

Atualmente, os fundadores da rede de açougues МясновЪ (“Miasnov” é um sobrenome derivado da palavra russa "мясо", ou seja, carne) também se interessaram pela ortografia da era tsarista. E eles não são um exemplo à parte.

 Um pet shop (Зоологический магазинъ) em Moscou no século 19.

Adicionar um "Ъ" ao final das palavras gera uma referência às empresas privadas dos tempos tsaristas – ou seja, não apenas uma burguesia desvinculada da realidade miserável existente entre uma grande camada da sociedade, mas também sinal de serviço ou produtos “de primeira”. Isso porque, como não existia concorrência na era soviética e faltavam bens, a era anterior passou a ser sinônimo, de alguma forma, de qualidade.

A função moderna de Ъ

Além de indicar o masculino em palavras terminadas em consoante, o sinal duro também tinha outra função: a de um separador de letras. O Ъ era colocado entre o prefixo e o radical de uma palavra se o prefixo terminasse com uma consoante e o radical começasse com uma vogal.

Por exemplo, antes da Revolução de 1917, as palavras "сэкономить" (“economizar”) ou "двухаршинный" (“de dois arshin de comprimento”) eram grafadas da seguinte forma: "съэкономить" e "двухъаршинный".

Após a Revolução, as autoridades decidiram abolir essa função e usar o apóstrofo como separador. Por exemplo, passou-se a escrever "об'езд" (“desvio”) e "об'явление" (“anúncio”). Mas a nova regra não se arraigou.

Hoje em dia, o “Ъ” ainda é usado entre um radical e um prefixo, mas somente se o radical começar com uma das quatro vogais a seguir: Е, Ё, Ю e Я. Dependendo da letra que vier antes dessas vogais, elas serão pronunciadas com um "Й" antes delas – ou sem ele.

Por exemplo, a palavra "подъезд" (“entrada”) sem o sinal duro seria lida como "подезд". Mas é grafada com o sinal, ou seja, "подъезд", quem lê sabe que ela deve ser pronunciada como "подЙезд" [com um “i” curto no meio].

 

Ao estudar russo, o estrangeiro enfrenta todos os tipos de dificuldades. Uma delas é o alfabeto cirílico, que tem mais letras que o alfabeto latino e, além disso, parece muito diferente.

Além disso, existem duas letras que não são pronunciadas: o “Ъ” e o “Ь”, ou seja, o sinal duro e o sinal suave. As palavras nunca começam com elas (ou com a letra “Ы” também), e essas duas letras têm função puramente técnica: elas indicam como a palavra deve ser pronunciada. Começaremos pelo sinal duro.

Conforme declarado por "Ъ"…

Se um russo se deparar com a frase "conforme declarado por 'Ъ'", ele entenderá perfeitamente o que ela significa: "Ъ" é a marca e o logotipo do jornal russo Kommersant (em russo, КоммерсантЪ).

Se você buscar "Ъ" no Google em russo, o primeiro resultado não remeterá a um dicionário linguístico, mas sim ao Kommersant (que além de jornal de economia é também um grupo editorial proprietário de diversas revistas e uma estação de rádio).

Serguêi Khodnev, editor da seção de cultura do jornal, diz que não consegue pensar em nenhuma outra publicação no mundo que seja reconhecida por apenas uma letra. Abreviações, sim. Mas uma letra só e, além do mais, uma letra que não pode ser pronunciada, não mesmo!

A palavra russa "коммерсант" (comerciante), no entanto, não leva o sinal duro. Então, como ele foi parar na palavra?

Legado da Rússia tsarista

Antes da Revolução de 1917, a letra "Ъ" era chamada "ier" e era usada, entre outras coisas, depois das consoantes no final das palavras. Na maioria dos casos, a letra significava que o gênero daquela palavra, fosse substantivo, verbo ou sobrenome, era masculino: Санктъ-Петербургъ (“São Petersburgo”), "понялъ" (“ele entendeu”) ou Свифтъ (“Swift”).

Nos letreiros das lojas, o Ъ era frequentemente usado nos sobrenomes dos proprietários delas que também podiam ser seus nomes: Граммофоны А. Ъухардъ (Gramofones A. Bukhard) ou "салонъ" (salão). Ele também era usado na imprensa "журналъ" (revista) ou "альманахъ" (almanaque).

Após a Revolução de 1917, a língua russo passou por uma reforma ortográfica e a letra "ier" foi cortada do final das palavras. Isso, junto com outras medidas de simplificação, facilitou o processo de erradicação do analfabetismo. Mas não apenas: também economizou quase quatro por cento de espaço em textos impressos.

"No final da década de 1980, os fundadores do jornal Kommersant acreditavam que era importante, psicologicamente, construir uma ponte entre a realidade da era da Perestroika pós-soviética e a do período pré-revolucionário", explica Serguêi Khodnev ao Russia Beyond. Havia um desejo de esquecer a experiência soviética e a economia planejada e, ao mesmo tempo, relembrar o empreendedorismo anterior a 1917.

Aliás, antes da Revolução, havia de realmente um jornal chamado Коммерсантъ, também voltado à economia.

Ъ como sinal de prestígio

Atualmente, os fundadores da rede de açougues МясновЪ (“Miasnov” é um sobrenome derivado da palavra russa "мясо", ou seja, carne) também se interessaram pela ortografia da era tsarista. E eles não são um exemplo à parte.

Adicionar um "Ъ" ao final das palavras gera uma referência às empresas privadas dos tempos tsaristas – ou seja, não apenas uma burguesia desvinculada da realidade miserável existente entre uma grande camada da sociedade, mas também sinal de serviço ou produtos “de primeira”. Isso porque, como não existia concorrência na era soviética e faltavam bens, a era anterior passou a ser sinônimo, de alguma forma, de qualidade.

A função moderna de Ъ

Além de indicar o masculino em palavras terminadas em consoante, o sinal duro também tinha outra função: a de um separador de letras. O Ъ era colocado entre o prefixo e o radical de uma palavra se o prefixo terminasse com uma consoante e o radical começasse com uma vogal.

Por exemplo, antes da Revolução de 1917, as palavras "сэкономить" (“economizar”) ou "двухаршинный" (“de dois arshin de comprimento”) eram grafadas da seguinte forma: "съэкономить" e "двухъаршинный".

Após a Revolução, as autoridades decidiram abolir essa função e usar o apóstrofo como separador. Por exemplo, passou-se a escrever "об'езд" (“desvio”) e "об'явление" (“anúncio”). Mas a nova regra não se arraigou.

Hoje em dia, o “Ъ” ainda é usado entre um radical e um prefixo, mas somente se o radical começar com uma das quatro vogais a seguir: Е, Ё, Ю e Я. Dependendo da letra que vier antes dessas vogais, elas serão pronunciadas com um "Й" antes delas – ou sem ele.

Por exemplo, a palavra "подъезд" (“entrada”) sem o sinal duro seria lida como "подезд". Mas é grafada com o sinal, ou seja, "подъезд", quem lê sabe que ela deve ser pronunciada como "подЙезд" (com um “i” curto no meio).

Pet shop (Зоологический магазинъ) in the 19th century Moscow

LEIA TAMBÉM: Por que alguns sobrenomes russos terminam com “off”?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies