Empresas russas oferecem funerais exóticos para passar dessa para melhor “em grande estilo”

Legion Media
Desde envio de cinzas ao espaço a produção de disco de vinil, tatuagens e diamantes com os restos mortais.

Os funerais tradicionais são coisas do passado – pelo menos é o que pregam algumas empresas russas que vêm ganhando mercado. Enterros ecológicos, transmissões on-line e ao vivo, funerais temáticos e serviços personalizados se tornaram populares no Ocidente, e tendências estão agora se tornando populares na Rússia, com o surgimento de novas startups.

Atualmente é possível, por exemplo, comprar um caixão de um designer exclusivo ou fazer um disco de vinil com as cinzas de um ente querido. Confira abaixo três empresas do país que estão oferecendo funerais personalizados e dando às pessoas novas maneiras de celebrar a vida e a morte de pessoas queridas.

1. Espalhando as cinzas sobre toda a Terra

Por muito tempo os seres humanos sonharam em chegar às estrelas e voar para o espaço, mas muitos não têm a sorte de fazê-lo em vida. Agora, porém, qualquer um pode realizar esse sonho graças à SpaceWay (embora seja preciso morrer antes).

Por 350.000 rublos (o equivalente a US$ 5.300) ou mais – dependendo dos desejos adicionais –, essas empresa russa oferece a oportunidade de enviar as cinzas para a estratosfera. Os restos são depositados em uma cápsula especial que se abre a uma altitude de 30 km. Segundo os representantes, os restos mortais podem acabar no espaço, nos picos de montanhas, nos oceanos e nas florestas.

A empresa se responsabiliza por todos os aspectos operacionais do serviço, como organizar o voo com os militares e controladores de tráfego aéreo). Além do mais, a  SpaceWay oferece aos parentes do falecido a oportunidade de testemunhar o lançamento graças a uma câmera GoPro conectada à cápsula.

2. Criopreservação

Para aqueles que estão felizes em esperar até que os cientistas descubram uma maneira de reviver os mortos, é possível recorrer à criopreservação (o uso de temperaturas muito baixas para preservar células e tecidos por congelamento). A KrioRus é a primeira empresa do tipo na Eurásia a oferecer esse serviço.

Mais de 300 já assinaram um contrato com a KrioRus para criopreservar seus corpos, além de 31 animais de estimação. No total, 65 mortos já passaram pelo processo, incluindo 18 estrangeiros: 3 pessoas da Ucrânia, 4 da Itália e uma dos EUA, Austrália, Índia, França, Bielorrússia, Geórgia, Estônia, Israel, Holanda, Suíça e Japão.

LEIA TAMBÉM: Como os russos enfrentam a morte 

A empresa recomenda iniciar os preparativos para criopreservação com bastante antecedência para, assim, obter uma melhor preservação das células. Existe a opção de preservar o corpo todo (US$ 36.000), ou apenas o cérebro (US$ 15.000 para os russos e US$ 18.000 para estrangeiros).

3. Caixões de designers e funerais criativos

Um disco de vinil com a voz ou a risada de um ente querido, diamantes feitos com cabelo do falecido, ou uma tatuagem usando os restos mortais misturados com tinta – a empresa russa Voyager oferece uma grande variedade de funerais.

Fundada em 2015 pelo designer russo Iskandar Kadirov, a Voyager não só oferece as alternativas previamente citadas, mas também pode organizar um ritual fúnebre exótico em Papua Nova Guiné, um biofuneral (cobrindo o corpo com cogumelos que decompõem a carne), ou uma cerimônia marinha – transformando a cápsula com as cinzas em um recife memorial. Para os clientes mais conservadores, eles oferecem também serviços tradicionais, como maquiagem, além de caixões, cápsulas e urnas para cinzas com design elegante.

Atualmente, os clientes da empresa são compostos principalmente por estrangeiros: da Áustria, do Reino Unido, dos EUA, do Cazaquistão, da Ucrânia e da Bielorrússia.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies