Moscou ganha supermercado especializado em produtos latino-americanos

Legion Media
Loja será aberta até o final do ano e trará principalmente produtos mexicanos, peruanos, dominicanos, nicaraguenses e equatorianos.

O presidente do Conselho Empresarial  Internacional México - países da Comissão Econômica da Eurásia, Américo Alatorre, anunciou que a capital russa ganhará um novo mercado voltado especialmente a produtos provenientes da América Latina.

"No final deste ano ou início do próximo abriremos uma loja especial no centro de Moscou especializada em alimentos latino-americanos”, disse.

A loja estará voltada a comercializar, principalmente, produtos alimentícios do México, Peru, República Dominicana, Nicarágua e Equador.

"Para nós, a iniciativa é importante pois abrirá nosso acesso ao mercado de países parceiros”, disse à agência Ria Nôvosti.

Desbravando Rússia e CEI

O México tem mostrado bastante iniciativa quanto a um ingresso mais amplo no mercado russo e na busca por inflar uma balança comercial bilateral que, atualmente, é bastante modesta.

Na próxima quarta-feira (19), por exemplo, o complexo agrícola Food City, na capital russa, ganhará um Centro Permanente de Negócios e Exposições do México.

O principal objetivo do centro, criado por iniciativa do Conselho Empresarial México-Rússia, será a promoção de produtos e serviços mexicanos na Rússia e em outros países da região euroasiática.

"Em 2017, o volume de comércio bilateral México-Rússia foi de US$ 1,7 bilhão e, em 2018, será superior a US$ 2,5 bilhões", afirma o embaixador da Rússia no México.

As também comedidas trocas comerciais da Rússia com o Brasil movimentam, ao ano, cerca de 4,3 bilhões de dólares e são baseadas sobretudo na venda de carnes aos russos e fertilizantes aos brasileiros.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies