UAZ chega à Costa Rica

Os carros serão distribuídos no território da Costa Rica pela empresa local Vehículos Rusos de Centroamérica S.A.

Os carros serão distribuídos no território da Costa Rica pela empresa local Vehículos Rusos de Centroamérica S.A.

UAZ
San José inaugura o primeiro centro de distribuição de carros russo UAZ, que começará a operar em maio deste ano.

A Fábrica de Carros de Uliánovsk (UAZ, na sigla em russo) começará a fornecer os primeiros veículos da classe utilitário esportivo (SUV) UAZ Patriot, UAZ Pickup e UAZ Profi para a Costa Rica. A previsão é que isso ocorra já em maio.

Segundo o comunicado da Fábrica, o contrato para o fornecimento dos primeiros 50 carros SUV foi assinado no verão de 2017. Os carros serão distribuídos no território da Costa Rica pela empresa local Vehículos Rusos de Centroamérica S.A., cujo escritório foi recentemente inaugurado em San José. De acordo com a mídia local, a empresa pretende abrir outros três centros de distribuição na região.

"A Costa Rica não é o maior mercado da América Central para a UAZ, mas o fornecimento para o país pode chegar até a marca de 500 a 700 carros por ano, caso nosso parceiro local consiga desenvolver uma boa estratégia de distribuição também em países vizinhos como a Guatemala, o Panamá e El Salvador", disse o diretor das exportações da UAZ, Andrei Doroféiev.

A UAZ já havia fornecido à Costa Rica um lote de 30 carros em 2008, mas as exportações foram congeladas na época.

Segundo o porta-voz da UAZ, a empresa russa já assinou acordos com distribuidores na Bolívia, Haiti, Nicarágua, México, Paraguai, Equador e Honduras e já está fornecendo carros para Cuba.

Além disso, nos próximos meses, a UAZ espera assinar acordos de distribuição de veículos SUV na Argentina e Peru e obter a certificação para operar no Chile.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique 
aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais