Apesar de sanções, gás liquefeito russo é levado para os EUA

O petroleiro Gaselys, que transporta a carga, deve chegar ao terminal da empresa Everett LNG, em Boston, no dia 22 de janeiro.

O petroleiro Gaselys, que transporta a carga, deve chegar ao terminal da empresa Everett LNG, em Boston, no dia 22 de janeiro.

Sergei Fadeichev/TASS
Empresa Yamal LNG fornecerá gás ao mercado americano.

A primeira carga de gás natural liquefeito (LNG, na sigla em inglês) da empresa russa Yamal LNG foi recentemente transportada para o Reino Unido, sendo levada através do Atlântico para os Estados Unidos, informou o jornal russo “Kommersant”.

O petroleiro Gaselys, que transporta a carga, deve chegar ao terminal da empresa Everett LNG, em Boston, no dia 22 de janeiro. Recentemente, o preço do gás na costa leste americana teve uma forte alta, após grandes tempestades de neve atingirem a região.

No dia 8 de dezembro, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, participou da cerimônia de carregamento do petroleiro Christophe de Margerie, que levou o gás produzido pela empresa russa até o Reino Unido. A produção da empresa Yamal no Ártico russo havia começado três dias antes. O ambicioso projeto custou cerca de US$ 27 bilhões.

A empresa russa Novatek, que lidera o projeto, foi atingida por sanções impostas pelos Estados Unidos após a crise na Ucrânia, em 2014. Como resultado, a empresa teve que buscar financiamento na China.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies