Gazprom sobe ao topo do ranking global de energéticas

Gazprom tem 17% das reservas de gás globais  e 72% das reservas russas.

Gazprom tem 17% das reservas de gás globais e 72% das reservas russas.

Aleksei Danitchev/RIA Novosti
Gigante energética russa ultrapassou a ExxonMobil, que liderou a lista por 12 anos.

Nesta semana, a S&P Global Platts anunciou um novo líder em seu ranking anual das maiores empresas de energia do mundo: a Gazprom. Neste ano, a gigante estatal russa da energia ocupou o primeiro lugar na lista, ultrapassando a norte-americana ExxonMobil, que liderava o ranking desde 2004.

A norte-americana empresa despencou para a nona posição do rol, atrás da alemã E.ON SE, da indiana Reliance Industries, da coreana Electric Power Corp e da chinesa CNPC, entre outras. O lucro total das 10 maiores empresas chegou aos US$ 63,7 bilhões em 2016, 14% menos que no ano anterior.

O crescimento da Gazprom e a queda da ExxonMobil foram provocados pela queda dos preços do petróleo e pelas sanções financeiras contra a Rússia, segundo o professor da Academia Presidencial de Economia Nacional e Administração Pública da Rússia, Ivan Kapitonov.

No ano 2016, período analisado no ranking, o preço médio do petróleo bruto foi de US$ 46 por barril, muito mais baixo que em 2015.

Além disso, segundo Kapitonov, a Gazprom continua a desenvolver o projeto do gasoduto Nord Stream-2, que elevará o volume de gás russo fornecido aos países da União Europeia. "Isso cria muitas oportunidades novas de investimento”, diz Kapitonov.

Mas a nova posição da Gazprom não deve ser considerada estável. “O ranking se baseia na avaliação anual do patrimônio das empresas, receitas, lucros e retorno sobre investimentos. Uma empresa pode despencar ou escalar 100 posições de repente. Assim, o posicionamento atual no topo do ranking deve ser considerado uma motivação para que a Gazprom continue fazendo um bom trabalho", afirma.

5 fatos sobre Gazprom

- A empresa é a maior de capital aberto da Rússia, com 50,002% de capital estatal.

- Ela tem as maiores reservas de gás natural do mundo: 17% das reservas globais e 72% das reservas de gás russas pertencem à Gazprom.

- Além do projeto Nord Stream-2, a Gazprom está realizando outros projetos ambiciosos no exterior. Os mais importantes são o do gasoduto Sila Sibiri, que ligará a Rússia com a China, e o do Turkish Stream, que possibilitará o fornecimento gás russo à Turquia.

- Segundo a S&P, no ano passado, os ativos da empresa totalizaram US$ 296,8 bilhões, as receitas, US$ 107,2 bilhões, e os lucros, US$ 16,7 bilhões.

- A Gazprom é a empresa de energia mais lucrativa da Rússia, segundo o ranking da agência russa RBC.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais