Brasil e Rússia são favoritos em corrida por investimentos

China ocupou última posição do ranking da Bloomberg.

China ocupou última posição do ranking da Bloomberg.

DPA/Global Look Press
Provável queda de taxas de juros e altos rendimentos da carry trade criaram cenário positivo.

As obrigações e moedas nacionais da Rússia e do Brasil são as mais atraentes para os investidores internacionais, de acordo com pesquisa da agência norte-americana Bloomberg realizada com os 16 principais analistas e investidores no final de janeiro. A China ocupou a última posição do ranking.

"Os países que demonstram um crescimento dos indicadores básicos e oferecem altos rendimentos da ‘carry trade’ [aplicação financeira que consiste em tomar dinheiro emprestado a uma taxa de juros em um país e aplicá-lo em outra moeda, onde as taxas de juros são maiores] serão mais atraentes para os investidores do aqueles que ainda não começaram o processo de redução das taxas de juros", disse Jens Nistedt, gestor de fundos da Morgan Stanley Investment Management.

"Os países asiáticos, que têm os salários mais baixos e a uma alta tensão no comércio, continuam depender do crescimento das taxas de juros em todo o mundo. Além disso, é claro que a China busca dificultar as condições monetárias e de crédito", disse.

Oito dos 16 especialistas entrevistados pela Bloomberg fizeram previsões otimistas em relação à moeda nacional russa, e dez esperam uma redução da taxa básica de juros pelo Banco Central russo.

Além disso, as obrigações brasileiras seriam as mais promissoras, na opinião de investidores dos países em desenvolvimento. O segundo e terceiro lugar do ranking de obrigações foram ocupados pela Indonésia e pela Rússia, respectivamente.

A Rússia se tornou um dos líderes da corrida de investimentos também devido a baixos riscos políticos e ao baixo impacto da política do Sistema de Reserva Federal dos EUA sobre a circulação de capitais na Rússia.

A pesquisa da Bloomberg contou com a participação de representantes da Standard Life Investments Ltd., Pioneer Investment Management Ltd., SBI Securities Co., Mitsubishi UFJ Kokusai Asset Management Co., UBS Asset Management, Morgan Stanley Investment Management, Schroder Investment Management Ltd., Standard Chartered Plc, Amundi Gestão de Activos, BNP Paribas Investment Partners, Daiwa SB Investments Ltd., Mizuho Bank Ltd., AllianceBernstein LP, Invesco Advisers Inc. e da Stone Harbor Investment Partners.

Com informações das agências RNS e Vesti.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.