Bê-á-bá das empresas estrangeiras entrando na Rússia

Centro comercial da capital conhecido como Moscow City

Centro comercial da capital conhecido como Moscow City

Kirill Vinokurov
Filiais estrangeiras que operam no mercado russo precisam se adaptar seu sistema de gerenciamento de trabalho às exigências regionais para atender aos interesses tanto da sede como do escritório local. Especialista explica como iniciar o processo.

As filiais russas de empresas estrangeiras só conseguem sobreviver com sucesso em circunstâncias econômicas difíceis ​​se forem capazes demonstrar bom desempenho empresarial em um cenário de alto risco. Para tanto, precisam não só atrair clientes, mas também reportar à sede em plena conformidade com os KPIs (da sigla em inglês, indicadores-chave de desempenho) globalmente definidos.

Na maioria das vezes, a estrutura principal “abre brechas” em suas próprias regras, processos de negócios e sistemas de informação. Assume-se, portanto, que esse é o caminho para garantir a preservação da estratégia global de desenvolvimento e contenção de recursos. Em alguns casos, porém, sobretudo quando se trata de contabilidade e elaboração de relatórios, essa prática não funciona, pois há inúmeras diferenças na legislação e nos requisitos dos reguladores locais de mercado.

Ao abrir um escritório de representação na União Europeia, onde existe um sistema unificado de contabilidade e finanças, não há normalmente problemas com o ajuste de balanços financeiros. Trabalhar no mercado russo, no entanto, exige um trabalho substancial de adaptação. Há necessidade de compreender as características locais do mercado e seus requisitos jurídicos, além de criar um sistema de gestão e relatórios que satisfaça os interesses tanto da sede como da unidade local.

Com as rápidas transformações na legislação, a principal dificuldade das empresas está na contabilidade paralela, gestão e contabilidade fiscal. Até mesmo os russos são confrontados com as complexidades das contabilidades paralela e fiscal.

A sede da empresa também exigirá contabilidade de acordo com as normas locais do escritório de representação (padrão europeu de IFRS ou US GAAP, dependendo da origem da matriz). Enquanto as normas de contabilidade russas focam sobretudo em determinados órgãos de controle fiscal, os padrões GAAP e IFRS são projetados para usuários que investiram ou querem investir na empresa. Para cobrir todos os procedimentos específicos de contabilidade e produção de relatórios em seu escritório regional na Rússia, as empresas estrangeiras podem atuar de duas maneiras.

A primeira é se livrando da contabilidade, repassando tal função para uma empresa terceirizada no país. No final de 2015, o próprio Banco Central da Rússia confirmou a necessidade de eliminar uma série de barreiras para a transferência de operações comerciais, incluindo contabilidade, relatórios financeiros e divulgação, a empresas especializadas. Essa decisão, por sua vez, estimulou ainda mais o desenvolvimento do mercado russo de serviços na área de consultoria e terceirização da contabilidade.

A segunda forma é ajustando o sistema de informações contábeis da sede às exigências da legislação e regulamentação jurídica da Rússia. Assim, o escritório russo organiza uma solução funcional de TI que, neste caso, permita manter o conceito do escritório global e modificá-lo conforme os requisitos locais. Com tal sistema é possível não só enviar relatórios consolidados simultaneamente aos reguladores russos e à sede, mas também monitorá-los on-line, para verificar se os relatórios correspondem aos padrões exigidos e ajustá-los, se preciso.

Cada uma dessas abordagens apresenta vantagens e desvantagens. Algumas das principais desvantagens da terceirização são a opacidade em termos de gestão, a dependência de contratantes externos e o alto risco de vazamento de informações corporativas importantes. Por outro lado, com a implantação de um sistema de informação contábil nos moldes russos, as empresas geralmente enfrentam problemas como o aumento descontrolado dos recursos de tempo e do custo do projeto em questão. Isso costuma ocorrer devido a uma avaliação errada do escopo e da complexidade das alterações necessárias e a problemas de comunicação.

Evguêni Rodnianski é chefe do departamento de Microsoft Dynamics AX, Navicon

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail?      
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.