Apesar de sanções, investimento estrangeiro na Rússia dobra em um ano

Investimentos diretos europeus tiveram aumento de quase 80%

Investimentos diretos europeus tiveram aumento de quase 80%

Reuters
Setor de manufatura atraiu grande parte de recursos oriundos da Europa Ocidental. Número de postos de trabalho criados caiu, porém, mais de um quarto.

Um estudo divulgado pela empresa de auditoria internacional Ernst & Young revelou que, apesar das sanções econômicas, o investimento estrangeiro direto em projetos na Rússia praticamente dobrou em 2015. Os dados foram apresentados durante o Fórum Econômico de São Petersburgo, cujo encerramento ocorreu no sábado (18).

Segundo a “Pesquisa de Atratividade Europeia”, o setor industrial atraiu a maior parcela dos recursos que entraram no país durante o período. Dos 201 novos projetos com participação total ou parcial estrangeira, 171 se referem à indústria de manufatura.

O aumento de 80% de investimento neste setor, alegam os autores da pesquisa, seria responsável por elevar o número de iniciativas com envolvimento externo a um nível recorde.

Paralelamente, registrou-se também um aumento de 77% nos investimentos diretos da Europa Ocidental, que respondeu por metade de todo o influxo de capital externo na Rússia.

A Alemanha, por exemplo, quadruplicou os investimentos diretos no país durante o período, o que mostra o apelo do mercado russo em um momento em que os ativos têm depreciado pela metade devido à desvalorização do rublo.

Segundo o estudo, porém, os mais de 13 mil postos de trabalho gerados no ano passado ficaram aquém dos 18 mil criados em 2014. Houve ainda uma queda substancial no volume de investimentos nos setores de transporte, comunicação, varejo e hospitalidade.

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail?  
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.