Governo russo planeja introduzir criptomoeda nacional

Moedas virtuais são vistas por especialistas como o “futuro do dinheiro”

Moedas virtuais são vistas por especialistas como o “futuro do dinheiro”

Reuters
Ao contrário do bitcoin, moeda virtual russa será emitida por instituições financeiras e estará sujeita a licenciamento, com direitos e responsabilidades jurídicas.

A Rússia está considerando a possibilidade de introduzir uma criptomoeda nacional, segundo informou o jornal “Kommersant”, citando o Serviço Federal de Monitoramento Financeiro do país (da sigla russa, Rosfinmonitoring).

Embora ainda não exista uma legislação para regular o uso de moeda virtual no país, a ideia de introduzir uma criptomoeda está sendo discutida com representantes de bancos e em reuniões no Ministério da Fazenda e no Banco Central russo.

A criptomoeda regulada se diferenciará, porém, do padrão dos bitcoins, que não são distribuídos por um banco central ou lastreados por ativos, sendo simplesmente gerados por computador baseado em um determinado algoritmo.

Os emissores da futura criptomoeda russa poderão ser “instituições financeiras que encarregadas”, segundo o vice-diretor do Rosfinmonitoring, Pável Ladni, e a atividade será sujeita a licenciamento, com direitos e responsabilidades inclusas.

As empresas e os cidadãos serão capazes de trocar rublos e outras moedas por uma criptomoeda nos chamados pontos de troca, ou plataformas eletrônicas especializadas, conforme regras estabelecidas.

A ideia é que os compradores de criptomoeda “passem por identificação a fim de minimizar transferências anônimas”, acrescenta Ladni. Também planeja-se proibir a circulação de outros moedas virtuais em território russo, após a introdução de uma criptomoeda regulamentada.

Originalmente publicado pela agência de notícias Interfax

Gostaria de receber as principais notícias sobre a Rússia no seu e-mail?  
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.