Serviço Fitossanitário embarga milho e soja dos EUA

Medida foi tomada após infrações quanto a exigências fitossanitárias, segundo agência russa

Medida foi tomada após infrações quanto a exigências fitossanitárias, segundo agência russa

Medida abre portas para outros países, entre eles o Brasil, terceiro maior produtor de milho mundial.

Na última quarta-feira (10) o Rosselkhoznadzor (serviço fitossanitário da Rússia) divulgou nota anunciando a suspensão temporária das importações de grãos de milho e soja dos Estados Unidos a partir do dia 15 de fevereiro "inclusive por meio de países terceiros".

A medida foi tomada após a "infração de exigências fitossanitárias mundiais e russas na exportação de milho e soja para o território russo", lê-se no documento.

O embargo poderá fornecer outros grandes produtores, como Argentina e Brasil. Além de ocupar o terceiro lugar mundial na produção de milho, o Brasil bateu um recorde em janeiro deste ano, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, exportando 4,46 milhões de toneladas do grão apenas em janeiro - um crescimento de 46,5% em relação ao mesmo período de 2015.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.