Exposição agroindustrial abre em Moscou com novo foco

Devido a cenário político, apenas 27 países participam de exposição neste ano

Devido a cenário político, apenas 27 países participam de exposição neste ano

prod-expo.ru
Sanções contra indústria agropecuária europeia e norte-americana criam expectativas a asiáticos e sul-americanos na Prodexpo, maior evento do gênero no país.

Na segunda-feira (8) a Prodexpo 2016 abriu as portas ao público moscovita com expositores de 27 países, entre eles o Brasil. Maior evento do gênero no país, o número de nacionalidades representadas ali sofreu, neste ano, queda acentuada devido ao cenário político e à guerra de sanções com Europa, Estados Unidos e outros países.

"A esfera da agricultura, hoje, tem um dos principais papéis na economia russa, e define questões-chaves estatais", declarou, na abertura do evento, o ministro da Agricultura russo, Aleksandr Tkatchev.

Em sua 23° edição, a feira é voltada a tanto à indústria de alimentos e bebidas, como a produtores de matérias-primas e dura até sexta-feira.

A exibição conta com apoio do Ministério da Agricultura e da Câmara de Comércio e Produção da Federação da Rússia.

Para maiores informações, veja nosso calendário de negócios.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.