Operadoras turísticas cessam vendas de pacotes à Turquia

Recomendação partiu de autoridades, que alegam “elevada ameaça terrorista”.

Recomendação partiu de autoridades, que alegam “elevada ameaça terrorista”.

Ria Nôvosti/Artiom Jitenev
Especialistas avaliam impacto na indústria de turismo, já que a Turquia era o principal destino estrangeiro para os turistas russos. Decisão foi tomada após incidente com o Su-24 russo abatido pela Força Aérea turca.

As principais operadoras de turismo russas interromperam as vendas de pacotes de férias para a Turquia, seguindo as recomendações do Ministério dos Negócios Estrangeiros e da Rosturism (agência federal para o turismo). Segundo as autoridades russas, os turistas devem evitar viajar para a Turquia devido à “elevada ameaça terrorista”.

As recomendações foram repassadas após a Força Aérea turca ter abatido um caça russo Su-24 na terça-feira (24). Não se falou, porém, em interromper oficialmente as ligações aéreas.

Também não há dados oficiais sobre o número de russos que se encontram atualmente na Turquia. A Rosturism estima que o número de viajantes seja entre 10 e 20 mil. Já o Sindicato Russo da Indústria de Viagens e a Associação das Operadoras de Turismo da Rússia (Ator, na sigla em russo), acreditam que esse número não deve ultrapassar 10 mil pessoas.

Cerca de 20% delas alteraram o seu destino de férias e foram para a Turquia por causa da suspensão das ligações aéreas com o Egito, o segundo destino estrangeiro mais popular para os russos, em novembro, diante da ameaça de novos ataques terroristas, segundo a Ator.

“Como novembro não é alta temporada para a Turquia, ainda é cedo falar em grandes prejuízos. Mas se o conflito piorar e a suspensão das vendas durar de dois a três meses, o estrago ultrapassará em várias vezes as perdas decorrentes da proibição de voos ao Egito”, afirma um representante da associação.

Estima-se que as perdas da suspensão da venda de viagens para o Egito esteja em torno de US$ 30 milhões.

Lucro nas férias

Em 2014, a Turquia foi visitada por 3,3 milhões de turistas russos, tornando-se o destino mais procurado no exterior, segundo os dados do Serviço Federal de Estatística da Rússia (Rosstat). Nos primeiros seis meses deste ano, 1,3 milhão de russos estiveram em território turco.

O custo médio mínimo de uma viagem de uma semana à Turquia é de 20 a 30 mil rublos (US$ 300 a 460) por pessoa. Com base nessa avaliação, o representante da ‘Onlinetour’ Igor Blinov,  estima que o volume do mercado de turismo russo para a Turquia no último ano tenha sido de até 98 bilhões de rublos (US$ 1,5 bilhão).

De acordo com o Ministério do Turismo da Turquia, cada turista estrangeiro gasta em suas férias cerca de US$ 710. Isso significa, diz Blinov, que só nos nove primeiros meses deste ano, os russos podem ter injetado US$ 2,3 bilhões na economia turca.

No caso dos turistas turcos, a Rússia é o segundo país, depois da Alemanha, em número de visitas no exterior.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies