Operadoras turísticas cessam vendas de pacotes à Turquia

Recomendação partiu de autoridades, que alegam “elevada ameaça terrorista”.

Recomendação partiu de autoridades, que alegam “elevada ameaça terrorista”.

Ria Nôvosti/Artiom Jitenev
Especialistas avaliam impacto na indústria de turismo, já que a Turquia era o principal destino estrangeiro para os turistas russos. Decisão foi tomada após incidente com o Su-24 russo abatido pela Força Aérea turca.

As principais operadoras de turismo russas interromperam as vendas de pacotes de férias para a Turquia, seguindo as recomendações do Ministério dos Negócios Estrangeiros e da Rosturism (agência federal para o turismo). Segundo as autoridades russas, os turistas devem evitar viajar para a Turquia devido à “elevada ameaça terrorista”.

As recomendações foram repassadas após a Força Aérea turca ter abatido um caça russo Su-24 na terça-feira (24). Não se falou, porém, em interromper oficialmente as ligações aéreas.

Também não há dados oficiais sobre o número de russos que se encontram atualmente na Turquia. A Rosturism estima que o número de viajantes seja entre 10 e 20 mil. Já o Sindicato Russo da Indústria de Viagens e a Associação das Operadoras de Turismo da Rússia (Ator, na sigla em russo), acreditam que esse número não deve ultrapassar 10 mil pessoas.

Cerca de 20% delas alteraram o seu destino de férias e foram para a Turquia por causa da suspensão das ligações aéreas com o Egito, o segundo destino estrangeiro mais popular para os russos, em novembro, diante da ameaça de novos ataques terroristas, segundo a Ator.

“Como novembro não é alta temporada para a Turquia, ainda é cedo falar em grandes prejuízos. Mas se o conflito piorar e a suspensão das vendas durar de dois a três meses, o estrago ultrapassará em várias vezes as perdas decorrentes da proibição de voos ao Egito”, afirma um representante da associação.

Estima-se que as perdas da suspensão da venda de viagens para o Egito esteja em torno de US$ 30 milhões.

Lucro nas férias

Em 2014, a Turquia foi visitada por 3,3 milhões de turistas russos, tornando-se o destino mais procurado no exterior, segundo os dados do Serviço Federal de Estatística da Rússia (Rosstat). Nos primeiros seis meses deste ano, 1,3 milhão de russos estiveram em território turco.

O custo médio mínimo de uma viagem de uma semana à Turquia é de 20 a 30 mil rublos (US$ 300 a 460) por pessoa. Com base nessa avaliação, o representante da ‘Onlinetour’ Igor Blinov,  estima que o volume do mercado de turismo russo para a Turquia no último ano tenha sido de até 98 bilhões de rublos (US$ 1,5 bilhão).

De acordo com o Ministério do Turismo da Turquia, cada turista estrangeiro gasta em suas férias cerca de US$ 710. Isso significa, diz Blinov, que só nos nove primeiros meses deste ano, os russos podem ter injetado US$ 2,3 bilhões na economia turca.

No caso dos turistas turcos, a Rússia é o segundo país, depois da Alemanha, em número de visitas no exterior.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.