Em NY, ministros dos Brics pressionam por reforma do FMI

Encontro aconteceu à margem da 70a Assembleia Geral da ONU.

Encontro aconteceu à margem da 70a Assembleia Geral da ONU.

Photoshot / Vostock Photo
Diplomatas discutiram saídas para o atual impasse econômico global e defenderam inclusão de interesses e necessidades dos países em desenvolvimento na estrutura do Fundo Monetário Internacional.

Os ministros das Relações Exteriores dos países do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) pediram o fim dos entraves para a condução da reforma no FMI, com o propósito de acelerar o desenvolvimento econômico global. O encontro aconteceu à margem da 70a Assembleia Geral da ONU, em Nova York.

“Os ministros discutiram a condição atual da economia e das finanças globais”, lê-se em nota do Ministério dos Negócios Estrangeiros russo. “Eles reconheceram a contribuição considerável do Brics para a economia global e expressaram a certeza de que sua cooperação econômica apresenta boas perspectivas. Também ressaltaram a importância de ações dinâmicas e eficazes para acelerar o crescimento global.”

Durante o encontro, os diplomatas dos países do Brics reafirmaram a necessidade de desobstruir a reforma do FMI como uma medida para reestruturar o sistema de desenvolvimento econômico global, “em consonância com os interesses e as necessidades dos países em desenvolvimento”.

Os ministros destacaram ainda a importância do fortalecimento da cooperação financeira, econômica e comercial entre os países-membros, sobretudo por meio de coordenação política e da implementação da estratégia de parceria econômica do Brics, além da operação plena do recém-criado Banco de Desenvolvimento do grupo.


Publicado originalmente pela agência Tass

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies