Rosneft avalia possibilidade de entrar no mercado cubano

Memorando de entendimento entre empresas russas e cubana foi assinado durante Fórum Econômico de São Petersburgo em 2014

Memorando de entendimento entre empresas russas e cubana foi assinado durante Fórum Econômico de São Petersburgo em 2014

Assessoria de imprensa do Kremlin
Novas negociações foram conduzidas em encontro entre Pútin e Castro à margem da Assembleia Geral da ONU, em Nova York. Petroleira russa já participa de projetos em bloco ao norte de Havana.

A gigante russa do petróleo Rosneft está avaliando a possibilidade de entrar no mercado cubano, de acordo com documentos divulgados pela assessoria de imprensa do Kremlin. Novas negociações sobre o assunto foram conduzidas entre o presidente russo, Vladímir Pútin, e o líder cubano, Raúl Castro, à margem da 70a Assembleia Geral da ONU, em Nova York.

Os documentos também destacam que os países pretendem desenvolver cooperação aplicada no domínio da exploração e produção de petróleo. A holding russa Zarubezhneft, por exemplo, está implementando um projeto para aumentar a taxa de produção de petróleo e utilizar métodos de recuperação avançada de petróleo na jazida de Boca de Jaruco, em Cuba.

Além disso, a companhia de energia russa Inter RAO UES mantém 10 contratos para o fornecimento de equipamentos de energia elétrica e, em conjunto com a União Elétrica de Cuba, criou uma joint venture para a modernização da Usina Termelétrica, nas cidades de Mariel e Santa Cruz del Norte.

No Fórum Econômico de São Petersburgo em 2014, as petrolíferas russas Rosneft e Zarubezhneft e a empresa estatal de petróleo CubaPetroleo já haviam concordado em trabalhar juntas no bloco 37, ao norte de Havana.

Trata-se de uma área de 1.500 quilômetros quadrados na costa do país, onde a profundidade do mar varia entre 500 e 1.600 metros.

Publicado originalmente pela agência Tass

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.