Brasileiros pagam 7 vezes mais que russos por internet móvel

Baixo custo da internet móvel na Rússia se explica pela alta concorrência das operadoras

Baixo custo da internet móvel na Rússia se explica pela alta concorrência das operadoras

Shutterstock / Legion-Media
Rússia entrou para o top 3 dos países com as tarifas mais baixas de internet móvel no mundo, perdendo apenas para Irã e Paquistão.

De acordo com a agência de análise Content Review, a Rússia está entre os três países com as tarifas de internet móvel mais baratas do mundo. O país perde apenas para o Irã, onde o serviço é regulado pelo Estado e está limitado à tecnologia GPRS, e para o Paquistão.

“O baixo custo da internet móvel na Rússia se explica pela alta concorrência das operadoras e os preços das comunicações móveis em geral”, explicou à Gazeta Russa o editor-chefe da Content Review, Serguêi Polovnikov.

O custo de 1 gigabyte na Rússia equivale a US$ 1,72, conforme taxa de câmbio no início de setembro. Já no Brasil, usar o mesmo volume de internet equivale a quase US$ 12.

Embora os valores praticados nos demais países latino-americanos, como Chile, Colômbia e Argentina, sejam mais baratos que no Brasil, os preços do serviço chegaram a ser de 4 a 5 vezes maiores do que na Rússia, dependendo do local.

Entre os que mais pagam por internet no celular estão os moradores do Reino Unido (US$ 16,3), da Venezuela (US$ 21,4) e da Argélia (US$ 29,7).

“Apenas em alguns países, incluindo a Rússia, existe simultaneamente redes LTE e preços baixos para a internet móvel”, disse Polovnikov. “Na maioria dos países desenvolvidos da Europa e EUA, a existência de LTE implica tarifas altas na transferência móvel de dados.”

A agência analisou as tarifas dos 50 países com maior PIB, e em cada localidade foi selecionada a principal operadora de telefonia móvel daquele mercado. Na Rússia, por exemplo, a análise foi feita com base nos dados da MegaFon; no caso do Brasil, foram utilizadas informações da Vivo.

Para realizar o cálculo comparativo do custo foram considerados os pacotes tarifários de 3 gigabytes. Esse valor é o mais próximo do nível do consumo mensal no mundo, já que, segundo a Cisco, em 2014, internautas baixara, em média, entre 2 a 2,6 gigabytes ao mês.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.