Banco de Desenvolvimento do Brics terá ‘roteiro estratégico’

Roteiro se baseia em estratégia de cooperação econômica adotada pelos Brics desde 2013 Foto: Serguêi Kúksin/RG

Roteiro se baseia em estratégia de cooperação econômica adotada pelos Brics desde 2013 Foto: Serguêi Kúksin/RG

Objetivo é identificar áreas de prioridade estratégica na cooperação entre os membros do grupo. Expectativa é que o roteiro seja aprovado durante a cúpula em Ufá, nos dias 8 e 9 de julho.

Moscou vai propor aos parceiros do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) um “road map”, ou roteiro estratégico, para o financiamento de projetos do Novo Banco de Desenvolvimento. A informação foi anunciada pelo primeiro-vice ministro do Desenvolvimento Econômico da Rússia, Aleksêi Likhatchev.

“Acreditamos que o roteiro será adotado esta semana em Ufá como um programa de ação a médio prazo”, disse Likhatchev à agência de notícias Tass. Recurso identifica áreas de prioridade estratégica na cooperação entre os Brics – entre as quais figuram energia, manufatura, mineração, agronegócios e tecnologia de inovação.

O roteiro, segundo o vice-ministro, está diretamente ligado à estratégia de cooperação econômica, que estabelece diretrizes para os membros do grupo desde 2013.

“Essas prioridades são apresentados no ‘road map’ no formato de projetos multilaterais entre grandes corporações, como, por exemplo, Rosneft e Inter RAO – e empresas de médio porte”, disse Likhatchev. “Esperamos que nossos parceiros do Brics acrescentem novos projetos que se enquadrem na estratégia do grupo.”

Segundo o vice-ministro, a nova instituição do Brics deve dar prioridades a tais projetos. “A diretoria do banco terá a última palavra [na seleção dos projetos]. Mas, de nossa parte, vamos ativamente propor a execução dos projetos estratégicos.”

 

Publicado originalmente pela agência de notícias Tass

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.