Banco do Brics promete crédito à Grécia

Ministro da Reforma Industrial, do Meio Ambiente e da Energia da Grécia, Panagiotis Lafazanis Foto: EPA/Vostock-photo

Ministro da Reforma Industrial, do Meio Ambiente e da Energia da Grécia, Panagiotis Lafazanis Foto: EPA/Vostock-photo

Em encontro com vice das Finanças russo, ministro da Reforma Industrial, do Meio Ambiente e da Energia grego confirmou o interesse do país em se tornar membro do Novo Banco do Desenvolvimento do Brics.

Em encontro com vice das Finanças russo Serguêi Stortchak, ministro da Reforma Industrial, do Meio Ambiente e da Energia da Grécia, Panagiotis Lafazanis, confirmou o interesse do país em se tornar membro não fundador do Novo Banco do Desenvolvimento do Brics, de acordo com comunicado divulgado pela assessoria de imprensa do cabinete grego.

O documento afirma ainda que Stortchak teria falado sobre a possibilidade de o novo banco conceder crédito a projetos de desenvolvimento na Grécia.

Ainda em maio, Stortchak, que é representante da Rússia no banco do Brics,  sugeriu ao premiê grego Alexis Tsipras a possibilidade de o país se tornar membro da instituição.

Anteriormente, o vice das Finanças russo havia anunciado que a entrada da Grécia não seria discutida até a realização da cúpula do grupo em Ufá, em julho deste ano.

"Lafazanis e Stortchak analisaram o progresso e os próximos passos na questçao do financiamento da companhia grega que participará da construção do gasoduto [que levará gás russo à Europa]. Os bancos comerciais russos mostraram interesse em participar do projeto de financiamento, que é apoiado pelo governo russo. Lafazanis ressaltou a importância de tal crédito, que poderia ser usado visando ao desenvolvimento", diz o comunicado.

Lafazanis também reiterou o interesse da Grécia em participar como membro não fundador do Novo Banco de Desenvolvimento do Brics, que será de vital importância ao país. No encontro, discutiram-se os passos que poderão ser dados nesse sentido.

"Stortchak confirmou que a Rússia, que no momento preside o Brics, decididamente apoia o pedido da Grécia de participar no novo banco. Ele também anunciou que a contribuição da Grécia pela participação como parceira do novo banco não será alta, e que a Grécia pode usar financiamento do banco para o desenvolvimento assim que sua criação estiver concluída", lê-se no documento.

O acordo para a criação do Novo Banco do Desenvolvimento do Brics foi assinado em junho de 2014 na cúpula de Fortaleza.

 

Publicado originalmente pela agência de notícias RIA Nóvosti

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.