Presidente do Banco Mundial mostra disposição para cooperar com Banco do Brics

Jim Yong Kim discursou na véspera do encontro de primavera dos órgãos diretores do sistema financeiro de Bretton Woods Foto: Reuters

Jim Yong Kim discursou na véspera do encontro de primavera dos órgãos diretores do sistema financeiro de Bretton Woods Foto: Reuters

Segundo Jim Yong Kim, instituição fará o ‘possível para encontrar formas inovadoras de trabalho conjunto’.

Em discurso no Centro de Estudos Estratégicos, em Washington, o presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim confirmou que o Banco Mundial está pronto para cooperar com o novo Banco de Desenvolvimento do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) e com o Banco Asiático de Investimentos em Infraestruturas (AIIB, na sigla em inglês).

“Se forem estabelecidos padrões ecológicos, de trabalho e de comércio corretos com o ABII e com o Banco de Desenvolvimento [dos Brics], há potencial para o estabelecimento de novas forças a favor do desenvolvimento econômico dos países pobres e dos mercados emergentes”, afirmou Jim Yong Kim, na véspera do encontro de primavera dos órgãos diretores do sistema financeiro de Bretton Woods.

“Farei tudo que for possível para encontrar formas inovadoras para nosso trabalho conjunto”, acrescentou presidente do Banco Mundial, referindo-se às novas estruturas e a bancos multilaterais existentes.

Segundo Jim Yong Kim, ainda não planos definidos de colaboração com o Banco do Brics. “Este ano a Rússia assumirá a presidência do grupo. Estaremos prontos para cooperar em qualquer forma proposta e apoiar o estabelecimento e evolução do novo Banco de Desenvolvimento. De concreto ainda há pouco, por enquanto estamos somente começando. Mas vamos recebê-lo e ampará-lo”, concluiu.

 

Publicado originalmente pela agência Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.