Rublo sofre leve recuperação após aumento do petróleo e negociações de Minsk

Moeda russa fechou com alta de 2,64% em relação ao dólar e 2,76% em relação ao euro Foto: AP

Moeda russa fechou com alta de 2,64% em relação ao dólar e 2,76% em relação ao euro Foto: AP

O rublo se fortaleceu nesta sexta-feira e as ações russas aumentaram, impulsionadas por um acordo de paz para acabar com a guerra na Ucrânia e pela alta dos preços do petróleo para mais de US$ 60 por barril.

Nesta sexta-feira (13), o rublo sofreu uma valorização de relativamente moderada, refletindo o impacto de um grande pagamento da dívida externa pela petroleira Rosneft.

Até o final do pregão, o rublo fechou com uma alta de 2,64% em relação ao dólar (63,58 rublos) e 2,76% mais forte em relação ao euro (74,03 rublos).

Alguns analistas afirmaram que a reação contida do rublo mostrou dúvidas em torno de quão logo as sanções do Ocidente contra a Rússia serão suspensas – medidas que intensificaram o impacto em torno dos desenvolvimentos na Ucrânia.

Comentando sobre o acordo de quinta-feira, alcançado após maratona de negociações durante a noite em Minsk, a chanceler alemã Angela Merkel disse que a reunião “ofereceu um fio de esperança, nada mais, nada menos”.

No entanto, muitos analistas viram boas perspectivas para o rublo russo e outras ações continuarem a se fortalecer, também por causa da recuperação do preço do petróleo.

Na manhã desta sexta-feira, o petróleo tipo Brent subiu para mais de US$ 60 o barril, pela primeira vez desde dezembro. O petróleo é um fator-chave para todos os ativos russos, uma vez que é principal produto de exportação do país.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow Times

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.