Banco Central reduz taxa básica de juros e rublo despenca

Após a decisão do Banco Central, o rublo despencou, atingindo um novo mínimo histórico em relação ao dólar Foto: AP

Após a decisão do Banco Central, o rublo despencou, atingindo um novo mínimo histórico em relação ao dólar Foto: AP

O Conselho de Administração do Banco Central da Rússia rebaixou a taxa básica de juros de 17% para 15%. Como resultado, a cotação do rublo em relação ao dólar despencou novamente. Certos de uma nova desvalorização, especialistas afirmam que moeda russa cairá mais 20%.

Nesta sexta-feira (30), durante uma reunião do Conselho da Administração, o Banco Central da Rússia decidiu reduzir a taxa básica de juros de 17% a 15%. A decisão surpreendeu o mercado, que esperava que o BC mantivesse a taxa alta por causa da alta inflação e ausência de condições para sua redução.

“A situação geopolítica está longe da solução”, afirmaram os analistas do Credit Suisse à agência de notícias RIA Nóvosti. “Essa decisão não ajudará a elevar o rublo, porque governo continua a conter a flutuação da moeda em períodos de pressão excessiva.”

Após a decisão do Banco Central, o rublo despencou, atingindo um novo mínimo histórico em relação ao dólar. Os analistas do Credit Suisse garantem que a moeda russa ainda pode perder mais 20% do seu valor. 

O rublo caiu 50% por cento em relação ao dólar e ao euro desde a queda dos preços do petróleo, no segundo semestre de 2014.

Em meio à crise, os exportadores russos, principalmente os produtores de petróleo e gás, preferiram tomar empréstimos em rublos para pagar os impostos e conservar os ativos em dólares.

Para quebrar esse esquema, o Banco Central decidiu elevar a taxa básica de juros de 10,5% até 17% em dezembro passado. A taxa básica de juros é um indicador universal, abaixo do qual os bancos geralmente não concedem empréstimos.

A decisão do Banco Central levou a uma parada drástica da concessão de empréstimos na Rússia e, de acordo com o Ministério da Economia, a alta taxa de juros afetou o clima de investimento no país.

De acordo com as estimativas do Banco Central, o PIB da Rússia cresceu 0,6% em 2014. No entanto, durante os primeiros seis meses deste ano, a economia russa encolherá 3,2%.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.