Banco Mundial prevê crescimento de 0,5% do PIB russo em 2014

Os especialistas afirmam que o crescimento de 0,5% do PIB é um cenário perfeitamente possível Foto: Reuters

Os especialistas afirmam que o crescimento de 0,5% do PIB é um cenário perfeitamente possível Foto: Reuters

O Banco Mundial prevê três cenários para a economia russa, dependendo da situação nas relações internacionais. No entanto, independentemente das circunstâncias políticas, em 2014, o crescimento do Produto Interno Bruto da Rússia será de 0,5%.

De acordo com dados do Banco Mundial, em 2014, a Rússia evitará a recessão e no final do ano a economia do país crescerá 0,5%, independentemente da situação política internacional.

No entanto, isso depende da tensão entre Moscou e os países ocidentais. O Banco Mundial prevê três alternativas para o desenvolvimento econômico do país. Segundo o cenário de referência, nos próximos anos, o PIB da Rússia continuará a crescer, mas no patamar de 0,3% a 0,4%. De acordo com o cenário otimista, a economia Rússia crescerá 0,9% em 2015 e 1,3% em 2016. O cenário pessimista prevê um endurecimento das sanções e uma consequente queda do PIB: 0,9% em 2015 e 0,4% em 2016.

Dentro da margem de erro

Os especialistas afirmam que o crescimento de 0,5% do PIB é um cenário perfeitamente possível.

“É uma taxa que está dentro das margens de erro estatístico. Na verdade, a desaceleração da economia russa começou há muito tempo, a situação política apenas acelerou essa tendência. Um dos principais fatores que aumentam a desaceleração econômica foi a redução das taxas de crescimento da oferta de moeda", diz o chefe da Cátedra de Mercados e Engenharia Financeira da Academia Russa de Economia Nacional e Administração Pública, Konstantin Koríschenko.

De acordo com o analista da Investkafe, Timur Nigmatúllin, é muito difícil prever a dinâmica do PIB russo com precisão, devido à alta influência dos preços de petróleo sobre o superávit da balança comercial.

"A previsão do Banco Mundial está dentro da margem de erro, eu não prestaria muita atenção à essa previsão”, diz.

Dois cenários

De acordo com os dados do Banco Mundial, não há suficiente estabilidade geopolítica para garantir o crescimento na Rússia: "Provavelmente, a economia russa quase já atingiu seu limite de produção potencial". Em 2013, os especialistas do Fundo Monetário Internacional já haviam declarado que a economia russa atingira o nível potencial de produção.

Segundo o diretor do Departamento de Avaliação do Grupo de Auditores e Consultores FinExpertiza, Alesêi Baskakov, hoje existem duas perspectivas da economia russa.

O primeiro cenário prevê suspensão das sanções contra a Rússia, que levará ao crescimento do mercado e ao lançamento de programas de investimento social.

"Nesse caso, a economia russa poderá crescer cerca de 0,8% e atingirá uma taxa de 1,1% a 1,2%," diz Baskakov.

O segundo cenário prevê uma escalada das tensões e conflitos. Nesse caso, o crescimento do PIB russo não ultrapassará 0,5%.

No entanto, para o analista da holding de investimentos FINAM, Anton Soroko, as previsões mais pessimistas que apareceram no início do conflito na Ucrânia não se tornaram realidade.

"O PIB da Rússia está crescendo e continuará a crescer em no próximo ano. No final de 2015, poderá alcançar 1%”, diz .

O analista da UFS IC, Alksêi Kozlov, afirma que, apesar das sanções, a integração da economia russa na economia global continua em um nível muito alto.

"No entanto, a proibição de importação de produtos alimentares da UE e dos EUA e a necessidade de substituir as importações ajudarão a estimular a atividade dos produtores russos", diz. 

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.