Cúpula de Negócios em Nijegoródskaia movimenta acordos no valor de US$ 1,8 bi

А organização de fóruns regionais como a Terceira Cúpula de Negócios é uma das formas mais eficazes de desenvolvimento de negócios com parceiros estrangeiros Foto: Press photo

А organização de fóruns regionais como a Terceira Cúpula de Negócios é uma das formas mais eficazes de desenvolvimento de negócios com parceiros estrangeiros Foto: Press photo

Terceira Cúpula de Negócios, realizada na cidade de Nijni Novgorod, chegou ao fim trazendo promessas de investimento. Empresas de Luxemburgo, Emirados Árabes e Cuba, entre outros países, planeiam criar e desenvolver negócios na unidade federal russa.
International Business Summit Nizhny NovgorodEm parceria com Cúpula Internacional de Negócios de Nijni Novgorod 

A unidade federal de Nijegoródskaia vem aumentado a cooperação com empresários estrangeiros a cada ano. A recente cúpula de negócios, que reuniu mais de 8.000 participantes de 55 regiões russas e 50 países, como Japão, Irã, Cuba, Reino Unido, França e Alemanha, entre outros, é prova disso.

“Trata-se de uma das regiões russas em desenvolvimento acelerado. Os índices de produção industrial e de exportação de produtos de alta tecnologia a colocam na posição essencial entre outras regiões”, declarou Serguêi Lavrov, ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, durante o evento.

Segundo ele, a organização de fóruns regionais como a Terceira Cúpula de Negócios é uma das formas mais eficazes de desenvolvimento de negócios com parceiros estrangeiros implementada pela administração da região.

“A principal caraterística desse encontro é seu elevado valor prático”, ressaltou Váleri Chantsev, governador interino de Nijegoródskaia. “Espero que todos atuais participantes voltem também no próximo ano, e que o caminho entre as ideias e sua realização sejam cada vez mais curtos.” 

Em meio à tensão nas relações entre a União Europeia e a Rússia, a enorme quantidade de Estados estrangeiros que participaram da cúpula foi surpreendente. “É um indício de interesse da parte de potenciais investidores para com o nosso país que permitirá dar um novo impulso ao desenvolvimento da  economia nacional”, realçou Evgueni Lébedev, presidente da Assembleia Legislativa da unidade federal de Nijegoródskaia.

Indústria em foco

A missão principal do evento, segundo as autoridades e empresários nacionais, era procurar novos mercados com foco no setor secundário. “A unidade federal Nijegoródskaia pode tornar um bom trampolim para a expansão desse setor, pois aqui existe uma indústria desenvolvida, com ramos de construção de máquinas e construção naval”, explica Oleg Goschanski, presidente da KPMG na Rússia e na Comunidade dos Estados Independentes.

O valor total de investimentos, conforme acordos assinados na Terceira Cúpula de Negócios, girou em torno de US$1,8 bilhões, o que corresponde a quase metade do orçamento atual da unidade federal. Desse modo, a realização dos projetos proporcionará à região uma considerável base financeira sujeita a impostos, além de novos postos de trabalho.

Um dos acordos mais importantes assinado durante a cúpula se deu com a empresa E-Lux Net, S.A., de Luxemburgo, para a exploração agrícola de terrenos destinados ao cultivo de cereais e culturas de ração animal.

Também foi abordada com a E-Lux Net a criação de postos de transformação primária e armazenamento de produção agrícola, tendo em conta localização e base logística, processamento de polpa de celulose, produção de adubos, pelotização (produção de um combustível biológico feito de resíduos de madeira), criação de um centro de formação para pessoal administrativo e técnico de empresas agrícolas.

Parcerias consolidadas

A unidade federal de Nijegoródskaia também pretende desenvolver  desenvolver a cooperação com a República Tcheca e Cuba na área de construção de máquinas. “Visitei essas terras mais de 20 vezes, já estou me sentindo em casa. A região tem a merecida fama de capital mundial de construção de máquinas”, declarou Vladimír Remek, embaixador da República Tcheca na Rússia. “Além desse ramo, pretendemos colaborar na construção civil, entre outros.”

Cabe lembrar que a filial russa da empresa tcheca PSJ se tornou o empreiteiro geral da construção de um novo terminal de passageiros no aeroporto Striguino, na cidade de Nijni Nóvgorod.

Já em relação a Cuba, existe uma cooperação eficaz com a fábrica de automóveis GAZ e um acordo sobre a criação de uma estação de serviço automóvel especializada em reparação e venda de carros russos no país.  

Entre as propostas analisadas no evento, o embaixador de Cuba em Moscou, Emilio Ratmir Losada García, sugeriu a Chantsev a implementação de voos diretos entre Nijni Novgorod e Havana.

Primeira viagem

Miutos dos representantes de empresas estrangeiras participaram pela primeira vez da Cúpula de Negócios em Nijni Novgorod. Entre eles estavam empresários dos Emirados Árabes, com que a Rússia planeia aumentar consideravelmente o volume de negócios.

“Lamentavelmente, conhecemos pouco a Rússia para além de Moscou e, com sua ajuda, vamos preenchendo essa lacuna. A unidade federal de Nijegoródskaia é muito importante na área de indústria e consegue conciliar o potencial industrial e a beleza natural”, disse Jalal al-Masta, embaixador da Liga Árabe na Rússia. “A Cúpula de Negócios, sem dúvida, vai fortalecer também as relações políticas entre nossos países, além de econômicas.”

De acordo com Roman Gavrilin, administrador do Conselho de Empresários da Rússia nos Emirados Árabes Unidos, os investidores árabes costumam ser bastante cautelosos. “Às vezes, os empresários russos apresentam a eles projetos pouco elaborados, sem propostas concretas. É por isso que uma das missões da cúpula foi demonstrar que tudo é possível e realmente funciona”, afirma. 

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.