Ministério das Finanças vai estimular investimento em eurobonds do Brics

Iniciativa tenta responder às mudanças nos cenários político e econômico externos Foto: RIA Nóvosti

Iniciativa tenta responder às mudanças nos cenários político e econômico externos Foto: RIA Nóvosti

Pasta vai especificar o foco de investimento dos fundos de riqueza nacional do país, favorecimento o seu investimento em eurobonds emitidos pelo grupo do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China África do Sul). A informação foi divulgada pelo vice-ministro das Finanças, Serguêi Stortchak.

“Há possibilidade de mudar a declaração de investimento até o final do ano. Para ser mais exato, podemos especificar em vez de mudá-la. Ou, melhor ainda, adaptando-a às condições atuais”, disse ele.

O ministério vinha procurando uma alternativa aos títulos com classificação AAA que atualmente geram retornos baixos. “A opinião pública é contra manter reservas em títulos dos nossos emissores tradicionais”, acrescentou Stortchak.

O possível investimento dos fundos de reserva russos nos eurobonds dos Brics é uma iniciativa para responder às mudanças nos cenários político e econômico externos.

O foco de investimento em obrigações emitidas pelo grupo dos Brics ajudará a revogar o excesso de liquidez de divisas no mercado interno, prevenir a aceleração da inflação e evitar a pressão sobre os instrumentos financeiros nacionais.

“Paralelamente, a Rússia deve preservar o que ganhou nos mercados de exportação estrangeiro sob a forma de reservas e garantir rendimentos mais elevados”, finalizou Stortchak.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.