Cinco mil iPhones 6 foram enviados ilegalmente à Rússia

Novos modelos têm tela maior e bateria com maior duração Foto: Reuters

Novos modelos têm tela maior e bateria com maior duração Foto: Reuters

Novos iPhone 6 e iPhone 6 Plus entraram ilegalmente no país dias antes do início das vendas oficiais. Modelos contrabandeados são vendidos pelo triplo do preço que será pago nas lojas.

De acordo com o editor-chefe da seção de tecnologia do Mail.Ru, Anton Spiridonov, 1.500 dos cerca de 5.000 iPhones foram vendidos apenas entre sexta-feira e domingo passado.

Os preços dos aparelhos no mercado negro chegam a 100 mil rublos (cerca de US$ 2.600). Os futuros compradores da Apple terão que pagar, pelo menos, 32 mil rublos (US$ 828) pelo iPhone 6 e 37 mil rublos (US$ 957) pelo iPhone 6 Plus, quando os aparelhos chegarem às lojas russas na próxima sexta-feira (26).

Além de telas maiores, os novos modelos têm câmera aperfeiçoada, bateria com maior duração e processador mais rápido.

O iPhone 6 e o iPhone 6 Plus foram colocados à venda no dia 19 de setembro em dez países, incluindo Estados Unidos, Austrália, Reino Unido e Singapura.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.