Substituição de importações pode atrasar rearmamento das tropas

Iniciativa pós-sanções ocidentais deve ter efeito sobre as ordens de Defesa Foto: AP

Iniciativa pós-sanções ocidentais deve ter efeito sobre as ordens de Defesa Foto: AP

Iniciativa pós-sanções ocidentais deve ter efeito sobre as ordens de Defesa para 2016 e 2017.

A implementação do programa de substituição de importações no setor industrial militar pode atrasar os contratos do Estado e as entregas de novas armas e equipamento militar para as tropas, que começariam em 2016. A informação foi divulgada pelo vice-chefe da comissão de indústria militar do governo, Oleg Botchkariov.

“A implementação do programa de substituição de importações vai levar tempo e terá efeito sobre as ordens de Defesa do Estado para 2016 e 2017”, disse Botchkariov.

Segundo ele, não haverá atrasos para a maioria dos modelos do aparato militar, mas alguns deles podem requerer trabalho adicional de dois ou três anos. “Não há decisões concretas até agora. Isso ficará claro daqui cerca de um ano, em meados de 2015. Nada foi adiado até então”, acrescentou.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass 

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.