Governo investirá mais de US$ 300 milhões em processamento agrícola

Importação de carne e frutas dos EUA e UE estão suspensas até agosto de 2015 Foto: ITAR-TASS

Importação de carne e frutas dos EUA e UE estão suspensas até agosto de 2015 Foto: ITAR-TASS

O Ministério da Agricultura da Rússia sugeriu alocar 10,5 bilhões de rublos (US$ 303 milhões) até 2020 para apoiar empresas de processamento agrícola. Associada ao aumento de produção, medida pretende reduzir efeitos de sanções impostas ao Ocidente.

“Para substituir as importações, o país deve não só aumentar a produção agrícola, mas também impulsionar o processamento”, declarou o vice-ministro da Agricultura, Dmítri Iuriev.

A pasta está desenvolvendo um subprograma de apoio a processadores e ao desenvolvimento de centros de atacado-logística. O financiamento do governo equivale a 54,3 bilhões de rublos (US$ 1,5 bilhão) nos próximos seis anos, incluindo os 10,5 bilhões de rublos para apoio a empresas alimentícias e setor de processamento.

Mais cedo, o ministro da agricultura, Nikolai Fiodorov, havia dito que os investimentos adicionais no setor seriam em torno de 636 bilhões de rublos (US$ 17,6 bilhões), devido às sanções impostas à UE, EUA, Canadá e Austrália.

De acordo com a medida definida pelo Kremlin, foi proibida a importação de carne bovina, suína, aves, peixes, queijo, laticínios, frutas e legumes de tais países por um ano desde 7 de agosto.

 

Publicado originalmente pela agência Itar-Tass

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.