Estatal de energia atômica planeja investir na Argentina

Rosatom está pronta para participar na construção de usinas nucleares com  reatores russos na Argentina Foto: RIA Nóvosti

Rosatom está pronta para participar na construção de usinas nucleares com reatores russos na Argentina Foto: RIA Nóvosti

Rússia pretende investir bilhões de dólares na construção de novas usinas nucleares e no desenvolvimento de infraestrutura na Argentina.

A Rosatom (Corporação Estatal de Energia Atômica) quer se tornar parceira da Argentina na construção de usinas nucleares naquele país.

A cooperação entre a maior empresa energética estatal da Rússia e o Ministério do Planejamento Federal, Investimento Público e Serviços da Argentina começou em 2010, após a assinatura de um acordo de cooperação no uso pacífico da energia nuclear.

Agora, a Rosatom está pronta para participar na construção de usinas nucleares com  reatores russos na Argentina e fornecer combustível ao país latino-americano.

Além disso, a Rússia pretende investir bilhões de dólares na construção de novas usinas nucleares e no desenvolvimento de infraestrutura na Argentina. De acordo com a parte russa, a construção de uma série de novas usinas permitirá desenvolver o setor de energia, criar novos postos de trabalho e melhorar o ambiente de negócios na Argentina.

Outros países

O Brasil também é um importante parceiro da Rosatom na América Latina. A empresa russa declarou várias vezes que está pronta para participar de licitações para a construção de usinas nucleares no país.

Atualmente, a Rússia está construindo usinas na Turquia, no Vietnã, na China, na Índia, na Finlândia, em Bangladesh, na Bielorrússia e na Ucrânia e planeja entrar no mercado do Reino Unido.

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.