Caracas é a cidade mais cara para estrangeiros, aponta pesquisa

Moscou está em 12º lugar na classificação: tem o café mais caro, ao preço de US$ 7,5 Foto: Reuters

Moscou está em 12º lugar na classificação: tem o café mais caro, ao preço de US$ 7,5 Foto: Reuters

Ranking de 440 cidades analisou as despesas diárias dos estrangeiros que vivem e trabalham em diferentes partes do mundo.

A empresa de consultoria ECA International avaliou as despesas diárias dos estrangeiros que vivem e trabalham em diferentes países do mundo. Os expatriados que gastam mais dinheiro vivem em Caracas, que ocupa o primeiro lugar na lista.

Os especialistas incluíram no cálculo os preços de comida, roupas, equipamentos eletrônicos, custo de transporte urbano e entretenimento. Em Caracas, por exemplo, o preço da comida é o mais alto: um almoço custa cerca de US$ 46. Os que querem cozinhar em casa também não economizarão: o preço de uma dúzia de ovos é um dos mais altos no mundo, ultrapassando US$ 7.

Outras cidades

As capitais da Noruega, da Suíça e do Japão estão entre as dez primeiras colocadas da lista. Em Tóquio, os ingressos de cinema são muito caros (cerca de US$ 18,27), e o preço pago por bananas ultrapassa US$ 5,5 dólares o quilo.

Dentro da América Latina, Caracas é seguido pelo Haiti (57º lugar) e por Buenos Aires (61º). Cidades brasileiras caíram drasticamente no ranking. O Rio de Janeiro ocupa apenas o 130º lugar. A forte desvalorização do real ao longo dos últimos doze meses tornou o Brasil consideravelmente mais barato para muitos expatriados.

Moscou está em 12º lugar na classificação: tem o café mais caro, ao preço de US$ 7,5. Comparado a outros países, o preço da cerveja em Moscou também é bastante elevado, mais de US$ 10 por meio litro.

A lista inclui um total de 440 cidades. Duas das mais lucrativas para os empresários são Dubai (171º lugar) e Abu Dhabi (181º). Têm a gasolina mais barata, cerca de US$ 0,48 por litro; os refrigerantes custam US$ 0,66 por lata.

Mais informações em inglês sobre o índice estão disponíveis aqui

 

Confira outros destaques da Gazeta Russa na nossa página no Facebook

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.