Primeiro smartphone russo é lançado com tela dupla

YotaPhone é híbrido de smartphone e e-Reader Foto: ITAR-TASS

YotaPhone é híbrido de smartphone e e-Reader Foto: ITAR-TASS

Aparelho híbrido com duas telas, uma delas própria para leitura, já foi chamado de “iPhone russo”. Ainda não foram anunciados planos de lançá-lo no Brasil.

Na quarta-feira passada (4), o primeiro smartphone inteiramente russo, o YotaPhone foi lançado para venda em Moscou, em um evento apresentado pelo diretor-geral da empresa Yota Devices, Vlad Martinov.

Além do display de LCD, o YotaPhone tem uma segunda tela feita com a tecnologia e-ink, cuja resolução semelhante ao de e-books é melhor para leitura. Em modo de leitura a carga da bateria aguenta, pelo menos, 50 horas.

Além disso, é possível conferir algumas informações salvas, como mapas ou números de telefone, mesmo que a bateria acabe. A atual versão smartphone tem espaço de 32 GB de armazenamento e duas câmeras.

Faz um ano desde quando o primeiro protótipo do smartphone russo foi apresentado ao público. Nesse interim, a YotaPhone conquistou o título de “Melhor Produto” da International Consumer Electronics Show (CES ), em Las Vegas, bem como o “Leão de Ouro” na categoria “Inovação" do Festival Internacional de Criatividade Leões de Cannes.

Na ocasião, alguns veículos apelidaram o YotaPhone de “iPhone russo”. Em entrevista à Gazeta Russa, Martinov admitiu que as acusações de copiar a estética da Apple até o lisonjeiam. “A Apple é uma grande empresa à qual vamos buscar exemplo”, disse.

Mas não há planos de lançar essa primeira geração do smartphone no mercado americano. O próximo rumo do YotaPhone é a Europa, com vendas estimadas acima dos seis dígitos. O preço individual do aparelho será de 499 euros.

“Dificilmente o YotaPhone terá uma demanda enorme por parte dos consumidores. Por aquele mesmo preço é possível encontrar um modelo com maior rendimento", diz  Evguêni Alminov, executivo da consultoria J'son & Partners.

Ainda não foram reveladas informações sobre um possível lançamento em outros países. Até o final de 2014, a Yota Devices promete apresentar a segunda geração do aparelho. 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.