Fosagro terá representação comercial na América Latina

Cerca de 70% dos produtos da Fosagro são vendidos externamente Foto: krassever.ru

Cerca de 70% dos produtos da Fosagro são vendidos externamente Foto: krassever.ru

Maior fabricante de fertilizantes fosfatados da Rússia considera a possibilidade de instalar representação comercial para atender às necessidades do mercado latino-americano. Demanda no Brasil por fertilizantes fosfatados russos deve aumentar 2 milhões de toneladas no ano que vem.

A Fosagro, fabricante de fertilizantes fosfatados da Rússia, pretende instalar uma representação comercial na América Latina em 2014, com vendas anuais estimadas em até 1 milhão de toneladas.

O mercado latino-americano responde atualmente por um terço do consumo global de fertilizantes fosfatados.

De acordo com as estimativas da empresa, só no Brasil a demanda tende a aumentar de 31 milhões de toneladas neste ano para 33 milhões de toneladas em 2014.

Os fertilizantes fosfatados são importantes para agricultura, pois o fosfato contribui para a fotossíntese das plantas e, assim, agiliza o crescimento das plantações.

O analista da agência financeira AForex, Narek Avakian, avalia o mercado da América Latina em US$ 3 bilhões. Segundo ele, a empresa pode esperar abocanhar cerca 10% do mercado da América Latina, se conduzir uma política agressiva.

Cerca de 70% dos produtos da Fosagro são vendidos externamente. Nos primeiros nove meses de 2013, a empresa aumentou a produção de fertilizantes em 8,6%, para 4,35 milhões de toneladas, e as vendas, 9,8%, para 4,41 milhões de toneladas.

 “O desejo da Fosagro de desenvolver sua própria rede de representações comerciais se deve à concorrência entre os fabricantes de fertilizantes”,  afirma Avakian.

A representação comercial na América Latina será a segunda estrutura do gênero da empresa no exterior. No início de outubro, a Fosagro abriu seu primeiro escritório em Singapura para fornecer produtos a países da Ásia e África, bem como Austrália e Nova Zelândia. O volume de vendas esperado na região é de 500 mil toneladas por ano.

Em 2012, os países asiáticos foram responsáveis por 23% das receitas de exportação da Fosagro, enquanto as vendas para os países da América do Norte e da América Latina renderam à empresa 34% das receitas de exportação.

 

Com materiais do 1prime.ru e Kommersant

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.