Rua no centro de Moscou está entre as mais caras do mundo

Especialistas acreditam que, em dois anos, uma loja na Champs Elysees, em Paris, custará a um varejista menos do que na moscovita Tverskáia Foto: Elena Potchiótova

Especialistas acreditam que, em dois anos, uma loja na Champs Elysees, em Paris, custará a um varejista menos do que na moscovita Tverskáia Foto: Elena Potchiótova

Especialistas acreditam que, em dois anos, uma loja na Champs Elysees, em Paris, custará a um varejista menos do que na moscovita Tverskaáia.

Atualmente, o aluguel de um imóvel para fins comerciais na rua Tverskáia, no centro da capital russa, custa US$ 8.000 por metro quadrado. Mas nem mesmo o crescente o aumento do aluguel têm assustado mais os varejistas.

Desde 2012, além dos novos estabelecimentos na rua Tverskáia, os donos de negócios passaram a ocupar também as instalações comerciais em outras ruas caras da cidade, como Stoléchnikov ou Kamerguérski.

“Alguns dos contratos de locação de imóvel fechados em 2012 atingiram o pico de US$ 10 mil por metro quadrado ao ano”, afirmam especialistas da Knight Frank. A diferença em relação ao aluguel em Milão ou Paris é de US$ 1.000.

Com as evolução dos preços, os especialistas acreditam que, em dois anos, uma loja na famosa Champs Elysees, em Paris, custará a um varejista menos do que na Tverskáia em Moscou.

“Se Moscou atingir o nível econômico anterior à crise, ficará em 4º lugar da lista das dez cidades mais caras do mundo”, diz Vladímir Sergúnin, diretor de desenvolvimento de negócios da consultoria imobiliária Colliers International.

Antes de 2008, o aluguel de imóveis comerciais na rua Tverskáia chegava a US$ 15 mil por metro quadrado ao ano. Durante a crise de 2009, o preço caiu significativamente, e era possível alugar um imóvel na área por US$ 3.757 o metro quadrado.

 

Publicado originalmente em russo pelo Vedomosti 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.