Governo gastará US$ 18 bilhões para ampliar rede de metrô de Moscou

Até o final de 2020, as autoridades de Moscou se comprometeram a construir mais 158,4 quilômetros de linhas de metrô Foto: PhotoXPress

Até o final de 2020, as autoridades de Moscou se comprometeram a construir mais 158,4 quilômetros de linhas de metrô Foto: PhotoXPress

Licitação pública foi aberta para executar as obras de construção e a colocação em funcionamento de novas linhas de metrô.

Foi publicado no site de licitações públicas do Estado um edital para a execução das obras de construção e posterior colocação em funcionamento de novas linhas de metrô na capital. A empresa vencedora irá realizar os trabalhos de pesquisa, desenvolver o projeto, realizar as obras de construção e equipar o espaço.

“Queremos um único operador coordenando todas as atividades”, explica um funcionário da prefeitura. “As linhas estão todas interligadas entre si, seja em prazos acordados, valor, tecnologia utilizada, padronização e soluções aplicadas.” A expectativa é que a licitação atraia grandes empresas de obras públicas municipais, como a Mosinjproekt, a Mosmetrostroi, a USK Most e a Stroigazconsulting.

Até o final de 2020, as autoridades de Moscou se comprometeram a construir mais 158,4 quilômetros de linhas de metrô, 79 estações e 9 pontos de baldeação com os trens. Aleksêi Bezborodov, do centro de análise Infranews, estima que o custo de construção de 1 km do metrô de Moscou gire em torno de US$ 200 milhões.

Na fase atual das obras já estão envolvidas as principais construtoras no setor de transporte ferroviário do país: a Mosmetrostroi, a Ingeocom, a Transinjstroi, a Bamtonnelstroi (que faz parte da USK Most), a Kazmetrostroi e a Stroigazconsulting. 

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.