Exportação da Rússia vai aumentar em 1,6 vezes até 2018

Vice-premiê russo defende redução da dependência do mercado internacional de matérias-primas Foto: ITAR-TASS

Vice-premiê russo defende redução da dependência do mercado internacional de matérias-primas Foto: ITAR-TASS

Formação da União Econômica da Eurásia, entre outros fatores, ajudará a aumentar consideravelmente o comércio exterior.

O índice de exportação da Rússia vai aumentar em 1,6 vezes até 2018, segundo o vice-primeiro-ministro Ígor Chuvalov.

"A formação da União Econômica da Eurásia, que deve operar a partir de 1° de janeiro de 2015, e outros fatores ajudarão a aumentar consideravelmente o comércio exterior. Até 2018 devemos ter um potencial de exportação diferente. A exportação vai aumentar em 1,6 vezes, e as matérias-primas de exportação deve crescer mais lentamente do que a indústria não recurso", disse Chuvalov.

A iniciativa está condicionada à modernização da economia russa e aos esforços para reduzir a dependência do mercado internacional de matérias-primas.

"Pretendemos desenvolver postos aduaneiros no Extremo Oriente", disse o vice-premiê, acrescentando que o governo havia recebido muitas reclamações sobre certos postos de fronteira na região.

Chuvalov disse ainda que o comércio seria consideravelmente ampliado para o Oriente. "O plano inclui nomes que são responsáveis pela execução de tarefas concretas", disse Chuvalov.

Ele ressaltou que, no âmbito do programa, seria necessário aumentar a exportação de equipamentos e meios de transporte russos.

 

Publicado originalmente pela agência ITAR-TASS

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.