Rússia sediará reunião do Conselho Mundial de Petróleo em 2014

Novas tecnologias de extração de petróleo são um dos temas centrais do evento Foto: AP

Novas tecnologias de extração de petróleo são um dos temas centrais do evento Foto: AP

A cada três anos, mais de 5 mil especialistas de 80 países reúnem-se para conhecer novas tecnologias de extração de petróleo e métodos de organização do ramo.

Além das Olímpiadas de Inverno de 2014, a Rússia será palco de outro grande acontecimento no próximo ano: o Conselho Mundial de Petróleo se reunirá em Moscou junho.

Será a segunda vez em 80 anos da história da organização que o país será anfitrião do evento, o mais importante na indústria de petróleo e de gás.

A cada três anos, mais de 5 mil especialistas de 80 países reúnem-se para conhecer novas tecnologias de extração de petróleo e métodos de organização do ramo. Em 2014, espera-se a participação de não menos de 100 ministros e chefes de governos, além de outros representantes do setor.

A Rússia disputou o direito de acolher o evento com Estados Unidos e Brasil. O presidente do Conselho Mundial de Petróleo, o brasileiro Renato Bertani, explicou a escolha:

"A Rússia desempenha um dos papéis mais importantes, se não o mais importante, no setor mundial da energia pelo nível de extração de petróleo e gás e pelo número de reservas prospectadas. Nos próximos 50 anos, o petróleo e o gás continuarão a ser os principais produtos energéticos. Sua cota entre outras fontes de energia estará no nível de 60% a 70%. O encontro discutirá, sem dúvida, se a indústria de petróleo e de gás deve ser rentável, mas, ao mesmo tempo, responsável pelo meio ambiente e pela organização de relações mutuamente vantajosas entre os exportadores e importadores. É muito atual também o problema da formação dos preços no ramo."

Nas palavras de Bertani, os tempos do petróleo barato ficaram no passado: "Ninguém pode prognosticar preços, que se formam em resultado de um equilíbrio entre a demanda e a oferta. Mas tenho a certeza de que a época dos preços baixos é passado. Não posso predizer o nível exato dos preços para os próximos dez anos, mas posso dizer com certeza que o petróleo não será barato."

O primeiro Conselho Mundial de Petróleo reuniu-se há exatamente 80 anos, em 1933, no Museu da Ciência de Londres. A União Soviética enviou a primeira delegação ao evento em 1955. O lema principal dos Estatutos do Conselho Mundial de Petróleo aponta para a utilização racional de todos os recursos para sua distribuição proporcional pela humanidade.

 

Publicado originalmente pela Voz da Rússia

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.