Juventude do G20 propõe regime fiscal internacional para combater “offshores”

Tanto Fórum de São Petersburgo como cúpula Juventude do 20 estão abordando questões que serão exploradas a fundo na próxima cúpula do G20 Foto: RIA Nóvosti

Tanto Fórum de São Petersburgo como cúpula Juventude do 20 estão abordando questões que serão exploradas a fundo na próxima cúpula do G20 Foto: RIA Nóvosti

Evento que reúne 1.500 jovens líderes das principais economias do mundo antecipa temas-chave da próxima cúpula do G20.

Durante a cúpula Juventude do G20, que está sendo realizada paralelamente ao 17º Fórum Econômico  Internacional de São Petersburgo, a enviada do Kremlin no G20, Ksênia Iudaeva, declarou que a imposição de impostos sobre as operações “offshore” exigirá a criação de um regime de tributação internacional.

“Se o regime especial de tributação for imposto em um país, os outros países ficarão em vantagem e os  fluxos financeiros desse país podem até cessar”, explicou Iudaeva. “Portanto, deve ser criado um regime internacional de tributação sobre a saída de capitais para os offshores.”

Os líderes do Juventude do G20 propõem ao G20 instituir um imposto sobre a saída dos capitais para os paraísos fiscais dentro do contexto da reforma do sistema financeiro internacional.

A legislação tributária e o combate aos offshores serão os temas-chave das discussões na próxima cúpula  do G20, que será realizada em São Petersburgo no mês de setembro.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.