Supremo Tribunal libera estatísticas sobre crimes de corrupção

Maioria dos funcionários que receberam suborno terão que pagar 10 vezes mais do que o valor recebido Foto: PhotoXPress

Maioria dos funcionários que receberam suborno terão que pagar 10 vezes mais do que o valor recebido Foto: PhotoXPress

Durante o ano passado, 6.014 pessoas foram condenadas por corrupção. Supremo Tribunal irá propor projeto de resolução para definir melhor o crime de suborno.

O departamento judicial do Supremo Tribunal da Rússia divulgou as estatísticas de condenação em crimes de corrupção nesta quarta-feira (19).

Durante o ano passado, 6.014 pessoas foram condenadas por corrupção. Desse número, 506 receberam vários tipos de penas, que variaram de menos de um ano (101 pessoas) até 8 a 10 anos de prisão (oito pessoas).

Paralelamente, a maioria dos funcionários que receberam suborno, a prática mais comum de corrupção, foi multada. O valor foi estipulado em dez vezes o montante que planejavam receber. Aqueles que ofereceram suborno aos oficiais também enfrentaram multas pesadas.

De acordo com Ivan Soloviov, membro do Comitê de Segurança e Combate à Corrupção da Duma de Estado, “a corrupção vertical foi abalada e muitos esquemas corruptos, destruídos”, em grande parte devido às multas altas. “Essa é a melhor política preventiva”, disse ele.

“No entanto, até hoje, não mais do que 27% das multas foram realmente coletadas”, disse o parlamentar. Somente 155 milhões de rublos (US$ 4,9 milhões) dos 2 bilhões de rublos (US$ 62,7 milhões) estipulados pelas decisões judiciais foram transferidos para o Estado. O restante será pago em parcelas ao longo de cinco anos.

Além disso, metade das pessoas acusadas de corrupção pediram ao tribunal para substituir a multa por uma pena de prisão, pois não poderiam pagar a quantia estipulada, informou Soloviov.

No ano passado, 76 pessoas foram acusadas ​​de aceitar subornos estimados em 1 milhão de rublos (US$ 31,4 mil) e 926 pessoas foram pegas aceitando menos de 500 rublos (US$ 15,70).

O Supremo Tribunal Federal está atualmente trabalhando em um projeto de resolução sobre suborno e outros crimes de corrupção. Um dos objetivos do projeto é mudar a forma como a troca de dinheiro é percebida – como suborno criminal em vez de “um mero gesto de gratidão”.

 

Publicado originalmente pelo The Moscow News

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.