Usuários russos do iOS7 poderão fazer buscas com Yandex

Primeiro-ministro Dmítri Medvedev (esq.) junto a Arkádi Voloj, fundador do Yandex na sede da empresa em Moscou Foto: Reuters

Primeiro-ministro Dmítri Medvedev (esq.) junto a Arkádi Voloj, fundador do Yandex na sede da empresa em Moscou Foto: Reuters

Buscador local foi adicionado à lista no Safari lado a lado aos gigantes Google, Bing e Yahoo!

O sistema iOS 7, apresentado na conferência WWDC 2013 na última semana, só está disponível atualmente para os desenvolvedores. Os usuários comuns poderão instalá-lo apenas na segunda metade do ano. 

Desenvolvedores da  Rússia, Ucrânia e Turquia deram a sua contribuição na ativa discussão dos prós e contras do novo sistema operacional, que o diretor executivo da Apple, Tim Cook, chamou de  “a maior transformação da história do iPhone”. Eles descobriram que aos mecanismos de busca  geralmente oferecidos -  Google,  Bing e  Yahoo! – no iOS7, também foi adicionado o russo Yandex.

A informação foi confirmado pela diretoria da empresa russas, mas não foram concedidos mais detalhes, como os aspectos financeiros da cooperação entre o Yandex e a Apple. De acordo com as fontes do jornal russo “Kommersant”, para entrar na lista dos  mecanismos de busca no Safari a empresa russa poderia ter pago a  Apple “de vários milhões, até várias dezenas de milhões de dólares”.

“Depende de uma série de parâmetros: se essa soma é fixa ou atrelada ao número de pedidos, qual é o prazo do acordo e assim por diante”, explicou o entrevistado ao jornal. A título de comparação, em fevereiro foi anunciado que em 2014, o Google pagará à Apple US $ 1 bilhão para que o seu serviço de busca continue a ser o mecanismo de busca padrão no iOS. Em 2009, o Google tinha pago pelo mesmo direito, apenas US $ 82 milhões.

Em setembro passado, a  Apple integrou em seus próprios mapas a API (interface de programação de aplicativo) do GeoPoisk da Yandex. Sua tecnologia é utilizada em qualquer pesquisa de mapas da Apple, na Rússia.

Na mesma época, a Apple implementou a integração dos seus mapas com a versão móvel do Yandex.maps. Anteriormente, no final de 2011, o Yandex assinou um acordo sobre uma parceria estratégica na Rússia e na CEI com outro fabricante-chave, a sul-coreana Samsung: em particular, o mecanismo de busca Yandex foi adicionado aos smartphones Samsung na plataforma  Bada.

Em todo o mundo, poucos players locais conseguem o mesmo tipo de inclusão na  lista dos mecanismos de busca no iOS, por exemplo, o Baidu, na China. De acordo com Dmítri Martinov,  gerente de programas da “Parallels”, transformar o Yandex em buscador local, ao critério dos usuários, era um passo óbvio para a Apple após a integração de mapas, e era apenas uma questão de tempo.

Dificilmente a inclusão do Yandex no iOS7 irá afetar seriamente a sua quota no mercado e os seus indicadores financeiros, disse o analista da “Uralsib”, Konstantin Belov: afinal, a sua busca não se transformou na busca básica, e a parcela de dispositivos da Apple na Rússia é baixa, especialmente, no contexto do Android. Mas o Yandex deve se preparar para uma transferência de usuários para os dispositivos móveis, por isso é importante estar presente em todas as plataformas móveis.

O fundador da LiveInternet, Herman Klimenko, acredita que a notícia do acordo entre a Apple e o Yandex tem mais importância em termos de imagem do que de utilidade prática. Os proprietários de iPhone e iPad fazem bem menos buscas na Internet do que os usuários de computador.

De acordo com a opinião do especialista, traria mais benefícios práticos ao Yandex se a sua  busca,  por exemplo, fosse estabelecida para  os usuários da Rússia, como padrão no Firefox condicional (classificado em terceiro lugar no mercado russo entre os navegadores, depois do Chrome e do Opera, com uma quota de 18%, de acordo com os dados de LiveInternet, em maio).

O Yandex é o maior mecanismo de busca da Rússia. Segundo Liveinternet, sua parcela nas consultas de títulos em maio, totalizou 61,5%, a porcentagem do Google foi de 26,2% e da  Mail.ru, de  8,7%. O Yandex tem de exercer muito esforço para não perder terreno no mercado, pois cada vez mais dispositivos móveis estão usando o sistema operacional Android, no qual os serviços do Google são instalados como padrão.

De acordo com os dados da Liveinternet, em maio, 15,4% de todos os usuários efetuaram consultas de títulos a partir de dispositivos com base em  Android, esse indicador aumentou quase 3,5 vezes, em um ano. Enquanto que a proporção de iOS (iPhone + iPad) que era de apenas 8,5%, aumentou 2 vezes, em um ano. No todo, em maio de 2013, a quota do Safari em relação ao número de usuários na Rússia, totalizou 16%.

 

Com materiais dos jornais Kommersant e Vedomosti

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.