Expansão internacional força rede social “Mamba” a mudar o nome

Mamba recebe atualmente 2 milhões de acessos por dia Foto: ITAR-TASS

Mamba recebe atualmente 2 milhões de acessos por dia Foto: ITAR-TASS

Problemas com registro do domínio fazem com que maior serviço de relacionamentos on-line russo passe a se chamar Wamba. Sob o novo nome, a empresa espera desenvolver romper os limites do mercado interno e atingir novos nichos no Brasil, África do Sul e Turquia.

De acordo com informações de Iaroslav Sergueiev, diretor-executivo da Mamba, a empresa visualiza uma perspectiva de crescimento em duas direções: plataforma móvel e outros países.

Pelos planos, a expansão ativa para os novos mercados começará pela a Índia. “No momento, não há nesse país nenhum site de relacionamento que esteja trabalhando com o mesmo tipo de modelo utilizado por nós”, explicou Sergueiev. Em seguida virá o Brasil, apesar do forte concorrente “Badoo”, também criado pelo fundador do “Mamba”, Andrêi Andreiev.

O Mamba já possui usuários no exterior, mas são, em sua grande maioria, residentes das ex-repúblicas soviéticas ou russos que vivem no exterior.

Mamba em números

-2 milhões de acessos por dia
-12 milhões de usuários 
-70% do Mamba pertence à empresa de investimentos Finam
-30% da empresa é de participação do Mail.ru Group

O grande desafio da empresa atualmente é o fato de os domínios com o nome Mamba já terem sido registrados em diversos países pela fabricante de balas Storck. “Não há acordo com eles. Precisamos criar uma nova marca para o mercado internacional”, acrescentou Sergueiev.

Para trabalhar nesses mercados, o Mamba registrou o nome Wamba em diversas zonas de domínios. Na Rússia, assim como nos novos mercados, a empresa promoverá a marca Wamba, embora o site Mamba.ru vá continuar funcionando normalmente.

“Em consequência do rebranding, o Mamba.ru se tornará como que um parceiro do Wamba”, comenta o diretor-executivo da empresa.

Os cerca de 30 mil sites que são atualmente parceiros do “Mamba” também não serão afetados pelas mudanças. Esses serviços têm design próprio, mas dão acesso à base única dos usuários do rede de relacionamentos russa.

Segundo o diretor-geral do site relacionamentos Teamo, Andrêi Burin, será difícil para Wamba conquistar novos mercados. “Nos países citados, seu concorrente Badoo já garantiu uma posição estável”, afirma Burin.             

 

Publicado originalmente pelo Izvéstia

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.