Rosneft desembolsa mais US$ 200 milhões por projeto no Brasil

Após concluir compra de 100% da TNK-BP, Rosneft tornou-se maior petroleira de capital aberto do mundo Foto: ITAR-TASS

Após concluir compra de 100% da TNK-BP, Rosneft tornou-se maior petroleira de capital aberto do mundo Foto: ITAR-TASS

Pagamento de terceira parcela à petroleira brasileira HRT faz parte do acordo fechado com a TNK-BP para exploração da Bacia do Solimões.

De acordo com relatório financeiro do primeiro trimestre da Rosneft, elaborado conforme o IFRS (Padrão de Relatório Financeiro Internacional), a maior produtora de petróleo da Rússia pagou no último mês de março a terceira das cinco parcelas semestrais no valor de aproximadamente US$ 200 milhões.  

Pelo acordo estabelecido entre a TNK-BP (recém-adquirida pela Rosneft) com a petroleira brasileira HRT em 2011, o valor da transação de US$ 1 bilhão deveria ser pago em cinco parcelas semestrais, que tiverem início em abril de 2012.

Desse modo, com a compra de 100% da TNK-BP, a Rosneft recebeu uma participação de 45% no contrato de concessão relativo aos 21 blocos exploração de petróleo e gás na Bacia do Solimões, localizada na porção continental do Brasil.

As ações adquiridas que proporcionam participação no projeto estão sendo contabilizadas como operação conjunta, já que a Rosneft adquiriu parcelas indivisíveis em ativos e passivos correspondentes.

Os blocos de exploração de petróleo e gás estão localizados na bacia do Solimões e ocupam uma área aproximada de 48,5 quilômetros quadrados da região amazônica.

Segundo um relatório da consultoria DeGolyer & MacNaughton, a TNK-BP, em virtude de sua participação de 19,75% na Rosneft, recebe recursos prospectivos e contingentes no montante de 789 milhões de barris equivalente de petróleo (BEP).

 

Publicado originalmente pelo finam.ru

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.