Microsoft ensina informática

Presidente da Microsoft Russia, Nikolái Priánichnikov Foto: ITAR-TASS

Presidente da Microsoft Russia, Nikolái Priánichnikov Foto: ITAR-TASS

Nos últimos três anos, a Microsoft vem preparando gratuitamente centenas de milhares de russos no ramo da informática, devido a um acordo firmado no Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo. Agora, a companhia está engajada no financiamento da abertura de empresas iniciantes na capital do norte da Rússia e tornou-se a fornecedora oficial de softwares das Olimpíadas de Inverno em Sôchi no próximo ano.

O Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo (SPIEF, na sigla em inglês), maior foro anual de investimento da Rússia, geralmente chama a atenção para grandes projetos industriais e para o valor total de negócios atingido, que varia entre 11 e 27 bilhões de reais. Mas, durante os últimos três anos, inovação e programas de computadores surgiram no centro das atenções do evento, com a gigante empresa americana de tecnologia, Microsoft, assumindo a liderança.

No SPIEF de 2010, a Microsoft atentou-se ao problema de falta de conhecimento dos russos na área de Informática (área cada vez mais importante, uma vez que a taxa de acesso à internet no país disparou 50% no último ano), encabeçando a abertura do Your Course, um centro que oferece treinamento gratuito na Universidade de Tecnologias de Informação, Mecânica e Ótica de São Petersburgo. “Desde então, nós aumentamos o número de centros para mais de 100 e treinamos mais de 300 mil russos”, diz um representante da Microsoft.

No ano seguinte, o presidente da Microsoft na Rússia, Nikolai Prianichnikov, assinou um acordo com o vice-premiê russo Dmítri Kozak, tornando a Microsoft a fornecedora oficial de softwares para os Jogos Olímpicos de Inverno de 2014 em Sôtchi. A empresa também acrescentou o Íngria Tecnoparque de São Petersburgo ao seu programa BizSpark, oferecendo software gratuito e instrumentos de desenvolvimento para start-ups (empresas iniciantes de base tecnológica) residentes no parque de alta tecnologia. “São Petersburgo deu ao BizSpark mais de 400 novas startups”, diz Diana Tokmachova, gerente de marketing de empresas startup na Rússia. “O Íngria é responsável por cerca de 50 do total”.

No SPIEF do ano passado, a Microsoft anunciou um acordo bilateral com o Fundo de Investimento de Pré-Financiamento de São Petersburgo, que previa a simplificação do processo de seleção dos beneficiários do Fundo de Financiamento de Subsídios da Microsoft. O Fundo de Financiamento da Microsoft na Rússia já investiu cerca de R$ 2 milhões em 17 projetos (dois deles no Íngria).

 “A Microsoft nos apoiou no momento certo, quando nós estávamos desenvolvendo o protótipo. O dinheiro que nós obtivemos do Fundo de Financiamento nos ajudou a montar uma equipe profissional e a focar no trabalho por seis meses, até atingirmos um produto pronto para venda”, diz Dmítri Chuvaev na Pirate Pay, uma empresa situada no Centro de Inovação de Skôlkovo. O Fundo de Financiamento da Microsoft ofereceu uma doação R$ 199.930 para o desenvolvedor de uma solução que bloqueasse conteúdo digital ilegal. “É muito importante que o dinheiro tenha sido fornecido sem divisão de quotas, de modo que nós não fomos limitados por quaisquer acordos de investimento”, diz Chuvaev.

A Microsoft também assinou um acordo com o governo de São Petersburgo para realizar a final da Microsoft Imagine Cup na cidade em julho de 2013, depois da SPIEF de 2013. Cem equipes de estudante de 109 países são esperadas para competir por prêmios de R$ 99.965, R$19.993 e R$ 9.996,50.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.