Cheremetievo é eleito melhor aeroporto da Europa

Foto: PhotoXPress

Foto: PhotoXPress

Especialistas internacionais deram destaque à qualidade dos serviços no aeroporto moscovita, que continua a investir em infraestrutura. Para o ano de 2015 é esperado o primeiro edifício do Terminal Norte, estimado em 200 milhões de dólares.

O Aeroporto Internacional Cheremetievo, em Moscou, foi reconhecido como o melhor da Europa em termos de qualidade de serviço, segundo pesquisa realizada pelo Comitê Intergovernamental de Aviação (MAK, na sigla em russo).

“O Cheremetievo é o primeiro aeroporto russo honrado com a posição de liderança nesse ranking independente, recebendo aprovação de diversos especialistas internacionais”, informou o diretor geral do aeroporto, Mikhail Vasilenko.

O diretor-geral da divisão européia do MAK, Olivier Yankovek, salientou que o aeroporto moscovita “combina o crescimento considerável do tráfego de passageiros com um elevado nível de serviços, que demonstra o compromisso da gestão e de seu pessoal”.

O terminal B começou a funcionar em 1964, com capacidade para 4 milhões de passageiros por ano. Após a abertura do novo Terminal D em 2009, surgiu o problema de desocupação do antigo terminal antigo. Para resolver a questão, a ideia era atrair transportadoras de baixo custo, mas a companhia aérea de voos econômicos Avianova faliu em 2011, e desde então, o Terminal B está praticamente às moscas.

 

Na quarta-feira passada (13), Vasilenko anunciou a construção de um novo terminal aéreo para 10 milhões de passageiros no local do antigo terminal B. Ele será a base do Complexo de Terminais Norte, e poderá servir até 40 milhões de pessoas por ano.

O projeto estimado em 200 milhões de dólares deve receber ainda um investimento adicional de 100 a 150 milhões de dólares para a construção de um túnel subterrâneo que ligará as Asas Norte e Sul do aeroporto.

As negociações com os potenciais investidores ainda não foram concluídas, mas o projeto será provavelmente implementado como uma parceria entre os setores público e privado.

A expectativa é que tanto o terminal como o túnel sejam finalizados juntamente com a conclusão de uma terceira pista de decolagem no ano de 2015.

“Em primeiro lugar, esse projeto é destinado para a nossa transportadora básica, a Aeroflot, mas certamente gostaríamos de atrair outras companhias aéreas”, disseram fontes do Cheremetievo ao jornal “RBK Daily”.

De acordo com o chefe do departamento de análise da agência Aviaport, Oleg Panteleiev, é possível que toda a Asa Sul, atualmente usada pela Aeroflot, não seja mais suficiente para a transportadora no futuro. “Com a nova área, a companhia aérea estará presente em dois complexos de terminais e o aeroporto será capaz de atrair outras operadoras”, diz o especialista.

Em outubro do ano passado, a Aeroflot e o Cheremetievo assinaram um acordo pelo qual todo o complexo sul do aeroporto foi disponibilizado para os voos da transportadora, suas empresas afiliadas e parceiros na Aliança Sky Team.

Na ocasião, o FAS (Serviço Federal Antimonopólio da Rússia) considerou o fato como uma violação das leis antimonopólio e abriu um processo contra as duas partes. Com base nos resultados do julgamento, o aeroporto foi multado em 100 mil rublos (cerca de US$ 3.240).

No último dia 12, as diretorias do FAS e Aeroflot se reuniram para discutir detalhes do acordo entre a empresa aérea e o Aeroporto Internacional Cheremetievo.

 

Com materiais dos veículos ITAR-TASS e RBC Daily

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.